Política em Debate

Publicidade
R$ 34 mil

MP investiga peça de Greca em espaços públicos

(Foto: Cido Marques/FCC)

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) confirmou nesta segunda-feira (15) que abriu investigação para apurar se o prefeito Rafael Greca (DEM) descumpriu a lei ao patrocinar com dinheiro público apresentações de uma peça de teatro de sua autoria em onze espaços públicos da cidade. A denúncia foi feita aos promotores pelo deputado estadual Goura (PDT). Para o deputado, houve ato de improbidade administrativa.

O prefeito anunciou que ele e a esposa, a primeira-dama Margarita Sansone, escreveram um Auto de Fundação de Curitiba para comemorar os 326 anos da cidade. A peça, de 15 minutos, foi montada nas dez regionais da cidade e na Câmara de Curitiba, e teria custado R$ 34 mil da Fundação Cultural. 

Segundo a assessoria da prefeitura, a contratação do serviço aconteceu sem licitação ou uso de leis de incentivo e por isso não fere a legislação. A prefeitura disse ainda que a peça foi feita com base em um argumento de Greca, mas que o prefeito não é co-autor do espetáculo. O roteiro e a direção, segundo a assessoria, são do dramaturgo Edson Bueno.

"A peça que eu escrevi é um presente meu e de Margarita, de 15 minutos, é uma aula de história pra Curitiba. Eu tenho o direito de dar aula de história de Curitiba. Os outros que façam suas peças e apresentem. É ver pelo em ovo", disse o prefeito à RPC-TV.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES