Comunicação & Educação Acessíveis

  • Solução de mobilidade para médicos

    [caption id="attachment_957" align="aligncenter" width="370"] Claudinei Benzi, diretor executivo da unidade TOTVS Curitiba.[/caption] Clínicas e consultórios médicos de micro e pequeno porte têm agora uma solução de mobilidade feita sob medida para este público. Médicos e seus funcionários poderão acessar via smartphone ou tablet, a qualquer hora, a agenda do consultório e o prontuário dos pacientes. A oferta é direcionada a clientes dos produtos Série 1 da TOTVS, para micro e pequenas empresas, com baixo custo de aquisição e de manutenção e rápida implantação.

    O diretor executivo da unidade TOTVS Curitiba e presidente do Conselho de Franquias da TOTVS S/A, Claudinei Benzi, reforça o interesse da companhia em apresentar softwares diferenciados ao setor terciário. "Nos últimos anos, o setor de serviços foi responsável por alavancar o crescimento da economia do Brasil. Acreditamos que seus resultados podem ser ainda melhores com o uso de nossas soluções", diz.

    Para conhecer detalhes da novidade, os clientes de Saúde da Série 1 devem telefonar para 0800 70 98 100. A assinatura mensal tem custo de R$ 9,90 por usuário. O aplicativo roda em celulares e tablets com os sistemas IOS e Android.

    Fonte: Central Press Assessoria de Imprensa

  • Educação em pauta - Vem aí o SalaMundo 2013

    Os profissionais da área de educação não podem deixar de participar do SalaMundo 2013 - Encontro Internacional de Educação. Realizado pelo Instituto Positivo, ocorrerá nos dias 6 e 7 de agosto, no Teatro Positivo, em Curitiba–PR. Entre seus palestrantes terá o ministro da Educação Aloizio Mercadante e o norte-americano Paul Tough, editor do The New York Times e escritor do livro “How Children Succeed” (“Como as crianças obtêm sucesso”, em tradução literal e ainda não lançado no Brasil), um dos mais vendidos nos Estados Unidos.

     O Ministro da Educação abre o primeiro dia de palestras falando sobre “O cenário da educação brasileira: realidade e perspectivas”. Na sequência, o editor especializado em educação no jornal The New York Times, Paul Tough, ministrará a palestra “Curiosidade, dedicação e caráter nas Escolas”.  Ele fala sobre estudos que mostram como as experiências da infância refletem diretamente na forma de aprender dos alunos e, consequentemente, na vida adulta e no seu desempenho profissional. Programação completa 6 de agosto – terça-feira 8h30 Recepção e boas-vindas ao Teatro Positivo Orquestra Harmônica de Curitiba 8h45 Mensagem de abertura Hélio Bruck Rotenberg, presidente do Grupo Positivo Gustavo Fruet, prefeito de Curitiba Beto Richa, governador do Paraná 9h Palestra de abertura: “O Cenário da Educação Brasileira: realidade e perspectivas” Aloízio Mercadante, Ministro de Estado da Educação do Brasil 9h45 “Valores, caráter e sucesso nas escolas” Paul Tough 10h30 Coffee break 11h “Os sentidos que punem e despertam – A visão enganosa: Síndrome de Irlen” Ricardo Guimarães e Dra. Marcia Guimarães 11h30 “A inteligência das mãos” Claudio de Moura Castro 12h “As Humanidades na Educação” Mensagem exclusiva com Mário Vargas Llosa, escritor peruano e Prêmio Nobel de Literatura em 2010, apresentada por Cláudio de Moura Castro 12h15 Almoço 14h “A sala de Aula na Tela – o ensino pela televisão” José Roberto Marinho, presidente da Fundação Roberto Marinho 14h30 “O congestionamento curricular do Ensino Médio” Tufi Machado Soares e Mariana Calife 14h50 “O bacharelado internacional” Robert Boressa 15h10 “O segredo das escolas que dão certo” Bernardo Toro 15h30 Coffee Break 16h00 “Experiências na gestão que mudaram a sala de aula” 17h30 Peça Teatral “Apareceu a Margarida” de Roberto Athayde. Monólogo interpretado pela atriz Marília Pêra 18h30 Encerramento primeiro dia 7 de agosto – quarta-feira 8h Recepção e boas-vindas ao Teatro Positivo Grupos Musicais/Artes/Dança do Positivo 08h30 Palestra de abertura: “Autoridade e Disciplina” Mensagem exclusiva -gravada em Paris - por André Comte-Sponville e Luc Ferry, apresentada e comentada por Luca Rischbieter 9h30 “O peso e a importância dos fatores não cognitivos” Viviane Senna, presidente do Instituto Ayrton Senna 10h15 Coffee break 10h40 “Como lidar com o bullying” Luciene Tognetta 11h10 “O que faz uma boa escola?” Francisco Soares e James Ito-Adler 12h Encerramento *** Mais informações e inscrições sobre o SalaMundo - www.salamundo.com.br  
  • 130 livros de comunicação e cultura digital para download

    Se você procura livros de comunicação e cultura, o blog Midia8 – que nasceu em 2007 e publica novidades do mundo da comunicação- compilou links de 130 títulos de livros digitais em português para ler online ou fazer download.

    As obras abortam temas relacionados à comunicação e cultura digital como ciberjornalismo, literatura digital, redes sociais, marketing digital, cibercultura, web 2.0, SEO, Marketing entre outros. Confira a lista e aproveite a leitura: 01. Como escrever para a web (Guillermo Franco) 02. O que é o virtual? (Pierre Lévy) 03. Jornalismo 2.0: como viver e prosperar (Mark Briggs) 04. Web 2.0: erros e acertos (Paulo Siqueira) 05. Para entender a internet (org. Juliano Spyer) 06. Redes sociais na internet (Raquel Recuero) 07. Televisão e realidade (Itania Gomes) 08. Autor e autoria no cinema e televisão (José Francisco Serafim) 09. Comunicação e mobilidade (André Lemos) 10. Comunicação e gênero: a aventura da pesquisa (Ana Carolina Escosteguy) 11. Conceitos de comunicação política (org. João Carlos Correia) 12. O paradigma mediológico: Debray depois de McLuhan (José A. Domingues) 13. Informação e persuasão na web (org. Paulo Serra e João Canavilhas) 14. Teoria e crítica do discurso noticioso (João Carlos Correia) 15. Redefinindo os gêneros jornalísticos (Lia Seixas) 16. Novos jornalistas: para entender o jornalismo hoje (org. Gilmar R. da Silva) 17. O marketing depois de amanhã (Ricardo Cavallini) 18. Branding: um manual para você gerenciar e criar marcas (José R. Martins) 19. Grandes Marcas Grandes Negócios (José R. Martins) 20. Relações Públicas digitais (org. Marcello Chamusca e Márcia Carvalhal) 21. Ferramentas digitais para jornalistas (Sandra Crucianelli) 22. Blogs.com: estudos sobre blogs (org. Raquel Recuero, Adriana Amaral e Sandra Montardo) 23. Mobilize: guia prático sobre marcas e o universo mobile (Ricardo Cavallini) 24. Mídias sociais: perspectivas, tendências e reflexões (e-books coletivo) 25. Manuais de cinema I: laboratório de Guionismo (Luís Nogueira) 26. Manuais de cinema II: gêneros cinematográficos (Luís Nogueira) 27. Manuais de cinema III: planificação e montagem (Luís Nogueira) 28. Manuais de cinema IV: os cineastas e a sua arte (Luís Nogueira) 29. Homo consumptor: dimensões teóricas da publicidade (Eduardo Camilo) 30. Retória e mediação II: da escrita à internet (orgs. Ivone Ferreira e María Cervantes) 31. O conceito de comunicação na obra de Bateson (Maria Centeno) 32. Comunicação e estranheza (Suzana Morais) 33. Néon digital: um discurso sobre os ciberespaços (Herlander Elias) 34. Manual da teoria da comunicação (Joaquim Paulo Serra) 35. Estética do digital: cinema e tecnologia (orgs. Manuela Penafria e Mara Martins) 36. Jornalismo digital e terceira geração (org. Suzana Barbosa) 37. Comunicação e ética (Anabela Gradim) 38. Blogs e a fragmentação do espaço público (Catarina Rodrigues) 39. Sociedade e comunicação: estudos sobre jornalismo e identidades (João Correia) 40. Teorias da comunicação (orgs. José Manual Santos e João Correia) 41. Comunicação e poder (org. João Correia) 42. Comunicação e política (org. João Correia) 43. Manual de jornalismo (Anabela Gradim) 44. A informação como utopia (Joaquim Paulo Serra) 45. Jornalismo e espaço público (João Correia) 46. Semiótica: a lógica da comunicação (Antônio Fidalgo) 47. Informação e sentido: o estatuto espistemológico da informação (Joaquim Serra) 48. Informação e comunicação online I: jornalismo online (org. Joaquim Serra) 49. Informação e comunicação online II: internet e com. promocional (org. Joaquim Serra) 50. Campos da comunicação (orgs. Antônio Fidalgo e Paulo Serra) 51. Jornalistas da web: os primeiros 10 anos (Jornalistas da web) 52. Onipresente (Ricardo Cavallini) 53. O uso corporativo da web 2.0 e seus efeitos com o consumidor (André Santiago) 54. Caderno de viagem: comunicação, lugares e tecnologia (André Lemos) 55. Desenvolvimento de uma fonte tipográfica para jornais (Fernando Caro) 56. Perspectivas do Direito da propriedade intelectual (Helena Braga e Milton Barcellos) 57. E o rádio? Novos horizontes midiáticos (Luiz Ferraretto e Luciano Klockner) 58. Manual de redação do jornalismo online (Eduardo de Carvalho Viana) 59. Jornalismo internacional em redes (Cadernos da Comunicação) 60. Cartilha de redação web: padrões Brasil e-Gov (Governo Federal) 61. A cibercultura e seu espelho (orgs. Eugênio Trivinho e Edilson Cazeloto) 62. Direitos do homem, imprensa e poder (Isabel Morgado) 63. Conceito e história do jornalismo brasileiro na ‘Revista de Comunicação’ 64. Tendências e prospectivas. Os ‘novos’ jornais (OberCom) 65. O livro depois do livro (Giselle Beiguelman) 66. A internet em Portugal (OberCom) 67. Memórias da comunicação (orgs. Cláudia Moura e Maria Berenice Machado) 68. Comunicação multimídia (org. Maria Jospe Baldessar) 69. Cultura digital.br(orgs. Rodrigo Savazoni e Sérgio Cohn) 70. História da mídia sonora (orgs. Nair Prata e Luciano Klockner) 71. História das relações públicas (Cláudia moura) 72. Manual de laboratório de jornalismo na internet (Marcos Palacios e Beatriz Ribas) 73. O ensino do jornalismo em redes de alta velocidade (Marcos Palacios e Elias Machado) 74. Retórica e mediação: da escrita à internet (orgs. Ivone Ferreira e Paulo Serra) 75. Design/Web/Design: 2 (Luli Radfaher) 76. A arte de despediçar energia (Ricardo Cavalline) 77. A blogosfera policial no Brasil (orgs. Silvia Ramos e Anabela Paiva) 78. Direitos humanos na mídia comunitária (UNESCO) 79. Do broadcast ao socialcast (Manoel Fernandes) 80. Manual de assessoria de comunicação (FENAJ) 81. Manual de sobrevivência online (Leoni) 82. Olhares da rede (orgs. Claudia Castelo Branco e Luciano Matsuzaki) 83. A democracia impressa (Heber Ricardo da Silva) 84. Design e ergonomia (Luis Carlos Paschoarelli) 85. Design e planejamento (Marizilda do Santos Menezes) 86. História e comunicação na nova ordem internacional (Maximiliano Martin Vicente) 87. O percurso dos gêneros do discurso publicitário (Ana Lúcia Furquim) 88. Representações, jornalismo e a esfera pública democrática (Murilo Soares) 89. Princípios Inconstantes (Itaú Cultural, com coordenação de Claudiney Ferreira) 90. Mapeamento do ensino de jornalismo cultural no Brasil em 2008 (Itaú Cultural) 91. Mapeamento do ensino de jornalismo digital no Brasil em 2010 (coord. Alex Primo) 92. Dinheiro na internet: como tudo funciona (Katiero Porto) 93. Como criar um blog: de desconhecido a problogger (Paulo Faustino) 94. Futuros imaginários: das máquinas pensantes à aldeia global (Richard Barbrook) 95. Além das redes de colaboração (orgs. Nelson De Luca Pretto e Sérgio Silveira) 96. Guia prático de marketing na internet para pequenas empresas (Cláudio Torres) 97. Políticas, padrões e preocupações de jornais e revistas brasileiros (UNESCO) 98. Teoria e pesquisa no contexto dos indicadores de desenv. da mídia (UNESCO) 99. Qualidade jornalística: ensaio para uma matriz de indicadores (UNESCO) 100. Sistema de gestão da qualidade aplicada ao jornalismo (UNESCO) 101. Manual de sobrevivência no mundo digital (Leoni) 102. Branding 1001: o guia básico para a gestão de marcas de produtos (Ricardo e Fernando Jucá) 103. Marca corporativa: um universo em expansão (Levi Carneiro) 104. Marketing 1 to 1 (Peppers&RogersGroup) 105. Tudo o que você precisa aprender sobre o Twitter (Talk) 106. Cultura livre (Lawrence Lessing) 107. As marcas na agenda dos CEOs (Troiano Consultoria) 108. Guia da reputação online (António Dias) 109. I Pró-Pesq – Encontro nacional de pesquisadores em PP (USP) 110. O ABCD do planejamento estratégico (Lowe) 111. Suprassumo Mídia Boom (Mídia Boom) 112. Vida para consumo (Zygmunt Bauman) 113. As redes sociais na era da comunicação interativa (Giovanna Figueiredo) 114. Escola de redes (Augusto de Franco) 115. Blog: jornalismo independente (Fernanda Magalhães) 116. Vidro e vidraça: crítica de mídia e qualidade no jornalismo (org. Rogério Christofoletti) 117. Smart digital. Conteúdo social (Bruno de Souza) 118. Jornalismo e convergência (orgs. Claudia Quadros, Kati Caetano e Álvaro Larangeira) 119.Perspectivas da pesquisa em com. digital (orgs. Adriana Amaral, Maria Aquino e Sandra Montardo) 120. Open source: evolução e tendências (Cezar Taurion) 121. Redes sociais e inovação digital (org. Gil Giardelli) 122. Radiojornalismo hipermidiático (Debora Lopez) 123. Em busca de um novo cinema português (Michelle Sales) 124. O paradigma do documentário (Manuela Penafria) 125.Cidadania digital (orgs. Isabel Salema e António Rosas) 126. Análise de discurso crítica da publicidade (Viviane Ramalho) 127. Ensaios de comunicação estratégica (Eduardo Camilo) 128. Para entender as mídias sociais (org. Ana Brambilla) 129. Comunicação e marketing digitais (orgs. Marcello Chamusca e Márcia Carvalhal) 130. Mídias sociais e eleições 2010 (orgs. Ruan Carlos e Nina Santos) Fonte: Catraca Livre e Canal Ensino
  • 21 aulas on line gratuitas para mamães de primeira viagem

    Ser mãe de primeira viagem não é fácil. São tantas dúvidas que surgem e tanta gente querendo dar palpite que fica difícil saber o que fazer. Uma dica é fazer o curso de gestante on line. Uma série de 21 aulas em vídeo totalmente gratuita,  dará todas as informações e esclarecerá suas principais dúvidas sobre esses momentos únicos que são a gravidez, o parto, o pós-parto, a amamentação e os cuidados com o recém-nascido.

    Todo o conteúdo foi elaborado com a colaboração de renomados especialistas da maternidade do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, uma referência do que há de melhor na medicina do país. As aulas irão ao ar semanalmente. Os vídeos estão disponibilizados para assistir a qualquer hora.  Ao final de cada vídeo, é possível imprimir um resumo para formar, aos poucos, uma apostila. E terá a possibilidade, também, de fazer um teste para avaliar o que aprendeu. Se você fizer os testes de todas as aulas e acertar pelo menos metade das questões, ao final do curso receberá um certificado de conclusão. Abaixo links para as aulas: Fonte: Bebê Abril e Canal de Ensino      
  • Oportunidade de atualização para os profissionais de TI

    Semana que vem o ponto de encontro dos profissionais de TI será em Ponta Grossa. De 17 a 21 de junho ocorrerá, na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) de Ponta Grossa,  a Semana de Atualização da Tecnologia da Informação, com patrocínio da TOTVS Curitiba.  A expectativa é de que 600 pessoas - entre empresários, profissionais de TI e acadêmicos - participem do evento. Uma série de palestras, oficinas, minicursos, relatos acadêmicos e profissionais faz parte deste evento que  objetiva oferecer oportunidades para os estudantes e profissionais se atualizarem em um mercado de atuação que só cresce em nosso País. No entanto, a área de TI passa por um paradoxo: apesar de contar com grande número de vagas disponíveis, as empresas não encontram a qualificação necessária da mão de obra.

    De acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), só no Brasil, até 2014, serão necessários 78 mil novos especialistas nesse segmento, contudo apenas 33 mil terão a formação necessária para ingressar no mercado de trabalho.

    Dados da Associação Brasileira dos Distribuidores de Tecnologia da Informação (Abradisti) mostram que os salários dos profissionais da área cresceram em um ritmo superior ao da inflação nos últimos anos. A remuneração média atinge cerca de R$ 2.950 para especialistas com dois ou três anos de experiência. Além da falta de qualificação técnica, a dificuldade com as línguas estrangeiras, especialmente o inglês, aparece como outra barreira para profissionais desse setor.

    TOTVS em Ponta Grossa Com o propósito de facilitar a intermediação entre profissionais e empresa, a TOTVS montará estande para apresentar a empresa, as oportunidades e cadastrar profissionais no banco de talentos da unidade.  Além disso, a empresa fará a divulgação do curso de Formação em Tecnologia TOTVS, voltado aos estudantes dos cursos de Análise de Sistemas, Ciências da Computação e Engenharia da Computação. "Nosso propósito é buscar a capacitação de talentos, mostrando o que se espera de um profissional tanto na parte técnica quanto comportamental", afirma o gestor de Capital Humano Estratégico da TOTVS Curitiba, Antonio Carlos Annies. O curso terá duração de 50 horas e acontecerá em julho.

    Recentemente, a TOTVS inaugurou unidade em Ponta Grossa, que ainda está com os processos seletivos para contratação de profissionais em aberto. O espaço conta com estrutura operacional com escritório, sala de reuniões e área de apoio para a equipe local. A expectativa é que, até 2016, cerca de 70 profissionais estejam atuando na sede. Serviço Semana de Atualização da Tecnologia da Informação Quando: De 17 a 21 de junho. Horário: Três períodos: das 8h30 às 10; das 13h30 às 17h30; 19 às 20h30. Onde: UTFPR - Ponta Grossa (Avenida Monteiro Lobato, s/n, Km 04) Inscrições: A partir de 10 de junho pelo site http://sati.pg.utfpr.edu.br/ Informações: http://dainf.pg.utfpr.edu.br/. Fonte: com infromações da Central Press
  • 20.ª Educar Educador encerra com público superior a 12 mil pessoas e 50% de espaço já reservados para a próxima edição

    Mais uma vez, a Educar Educador, em sua 20a edição, superou as expectativas. Realizada de 22 a 25 de maio, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo, o evento reuniu mais de 12 mil pessoas, entre feira e congressos, na maior atualização de conteúdo, produtos e serviços de educação da América Latina. Com 150 palestrantes do Brasil e do exterior, a programação contou com renomados especialistas em educação – grande parte formada por mestres, doutores e pós-doutores em educação –, que apresentaram diversas vertentes dentro do tema “Educação 3.0 – A Escola do Futuro Chegou?”. Já a Feira Educar, que acontece em paralelo aos Congressos, apresentou mais de 200 expositores, cobrindo uma ampla oferta de produtos e serviços para o segmento educacional. Além do excelente feedback dos participantes dos Congressos, o sucesso do evento também se reflete na negociação antecipada dos espaços da feira para 2014, com pedido de reserva superior a 55% dos stands já realizados. Em 2014, o evento, que já tem grande representatividade internacional pela presença dos pavilhões Alemão, Coreano e Chinês, ganha outra dimensão, com a aquisição da Educar Educador pela i2iEvents Group, uma das principais organizadoras de feiras de negócios e eventos de grande escala mundial, integrante da Top Right Group. A i2i é organizadora da Bett Show, maior evento de educação tecnológica da Europa, realizada anualmente em Londres (Inglaterra) e a partir de 2014 passará a integrar o evento brasileiro, como Educar Educador Bett. Segundo Marcos Melo, diretor da Futuro Eventos, que permanece na gestão e organização da Educar Educador Bett, o planejamento da 20ª Educar/Educador 2013 foi feito sem pensar na aquisição pela i2i Events Group, o que se concretizou apenas no início do mês de maio. “Percebemos, sim, um grande entusiasmo por parte de todos os envolvidos, palestrantes e expositores do evento. Sentimos uma perspectiva diferenciada, onde todos estão impulsionados para algo ainda mais positivo em 2014”, destacou Melo, apontando que os números anunciados no início da Educar Educador 2013 foram atingidos. O diretor da Futuro Eventos relatou ainda algumas melhorias e ampliações que o evento terá no próximo ano. Mantendo o objetivo de fazer com que a Educar Educador seja uma referência nacional para a educação brasileira no mês de maio, Marcos Melo afirma que certamente haverá uma participação internacional ainda mais forte, com a vinda de muitas empresas do exterior, até mesmo trazidas pela própria i2i, que já responde pelo evento. “Seremos ainda maior e esperamos que autoridades do Brasil venham visitar a Educar Educador Bett, o que hoje fazem de uma forma muito rara”. Há que se destacar, no entanto, a satisfatória participação de secretários de educação municipais em 2013, com a presença de mais de 300 representantes de diversas cidades brasileiras. “Em 2014, a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação/SP (UNDIME-SP) vai fixar um evento oficial dentro da Educar Educador Bett, assim como o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed). O SESI/SENAI também estará com um stand muito grande, fazendo que o nosso evento PROFITEC (Educação Profissional e Tecnológica) fique ainda mais forte. A Bett, por sua vez, vai trazer muita gente de fora, sobretudo na área de tecnologia, o que reforçará a participação de palestrantes internacionais”. A edição 2014 da Educar Educador Bett será realizada de 21 a 24 de maio, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo (SP). Informações: Assessoria de Imprensa da Educar - Baruco Comunicação Estratégica
  • Soroban do SuperCérebro foi destaque na Feira Educar, em São Paulo

    Para quem pensa que a Educar/Educador, maior evento de educação da América Latina, que ocorreu na semana passada, em São Paulo, só foi destaque com seus temas ligado à tecnologia,  precisa saber o sucesso que foi o estande do SuperCérebro, que atraiu curiosos e a imprensa nacional.

    Em reportagem no Bom Dia Brasil, a repórter Michele Barros mostrou que não é só de tecnologia que vive a educação. Após mostrar várias tendências educacionais como os tablets, as telas em 3D, as lousas digitais, entre outras, a reportagem destacou os métodos eficientes de desenvolvimento cognitivo, que combina o ensino do Soroban (ábaco japonês), da Matemática e da Interpretação de Texto com o uso de jogos educativos exclusivos e desafios de lógica no processo de ensino-aprendizagem.

    A professora Yoneko Mizuma, consultora pedagógica do SuperCérebro e que na década de 80 foi uma das precursoras do ensino do Soroban no Brasil, é a treinadora dos campões brasileiros em Soroban, como as paulistas Larissa Maki e Jéssica Hashioka, que participam da feira. Larissa é campeã brasileira de cálculo mental e Jéssica é campeã de ditado. "Nesses dias de Educar, realizamos mais de 150 demonstrações por dia, uma atrás da outra, e a reação das pessoas é sempre a mesma com o desempenho das meninas que já praticam o Soroban há muitos anos", destaca Lamas. Segundo o diretor do SuperCérebro, a curiosidade é o que faz as pessoas pararem para saber o que um ábaco diferente está fazendo numa feira educacional que tem foco em tecnologia. Quando conhecem o Soroban e veem os resultados do seu aprendizado no desempenho dos alunos, os professores e gestores escolares começam a desejar isso para melhorar o desempenho dos seus alunos. Para saber mais sobre o SuperCérebro acesse o site www.supercerebro.com.br.
  • Rede social para desempregados

      Na Espanha a melhor maneira de procurar emprego é pelos sites especializados.  A Prefeitura de Barcelona, por exemplo, realiza por meio do Cibernarium cursos gratuitos para pessoas de baixa renda que estão sem emprego e  não sabem nem usar o computador, o teclado e o mouse. São três aulas: "Como usar o teclado", "Como usar o mouse" e "Como se cadastrar nos sites de emprego" . O sistema funciona e vem ajudando muitos espanhóis, ainda mais nesta época de crise. Aqui no Brasil, muitos brasileiros usam o Linkedin para fazer contatos profissionais e outras redes sociais vêm surgindo para ajudar, especialmente, os desempregado. Uma delas é a Rede Desempregados.com.br, que já atua no País desde Dezembro de 2012. A rede social é gratuita e tem sido um ótimo canal para empresas divulgarem vagas em aberto e para pessoas buscaram vagas de trabalho em aberto. O fundador da Rede Desempregados, o advogado e psicanalista, pós-graduado em Liderança Multifocal e especialista em redes sociais, Carlos Eduardo Balcarse, explica que o serviço segue um modelo diferente do que existe hoje no mercado. “Somos a primeira Rede Social e Solidária do País e estamos mudando o conceito de divulgação de vagas e currículos. Podemos auxiliar em possíveis “migrações” de mão de obra. Por não estarmos regionalizados, os candidatos e empresas poderão ter acesso a informações de várias partes do País”. O serviço é disponível em três idiomas (Português, Inglês e Espanhol) e são oferecidos gratuitamente: - CADASTRO DE VAGAS Onde as empresas podem cadastrar suas Vagas Gratuitamente. - BANCO DE CURRÍCULOS Onde as empresas tem acesso irrestrito a todos os Currículos cadastrados gratuitamente. - CADASTRO DE CURRÍCULOS Onde os candidatos podem cadastrar seus currículo gratuitamente. - CLASSIFICADOS Onde as empresas e os candidatos podem anunciar gratuitamente seus produtos e serviços. - CHAT ONLINE Onde as Empresas poderão realizar suas entrevistas On-line com Áudio, Vídeo e Texto. - FÓRUNS Onde as empresas e os candidatos poderão trocar informações, tirar dúvidas, etc… - ENQUETES Onde as empresas e os candidatos poderão também interagir. - GRUPOS DE VAGAS Os Grupos de Vagas estão divididos por Cidades e Estados e onde as empresas podem também divulgar suas vagas e os candidatos filtrar sua pesquisa por emprego. - EVENTOS Onde poderão ser divulgados qualquer tipo de Evento relacionado ao Mercado de Trabalho (cursos, palestras, etc…).
  • 1.ª Farofada no Granito: Facebook foi o grande herói e o grande vilão

    Hoje pipocou em toda a imprensa a notícia da 1.ª Farofada no Granito do Batel, que ocorreu durante a tarde de ontem (domingo). Alguns jornalistas e blogueiros avaliaram como fiasco e outros como um sucesso. Antes mesmo da Farofada acontecer, o evento já era um sucesso. Praticamente todos os veículos de imprensa divulgaram o evento, motivados pela originalidade da proposta e pelo sucesso de confirmações, que não paravam de crescer, no evento criado no Facebook. As 7.320 pessoas que “confirmaram” que compareceriam ao evento pelo Facebook, por mais que não compareceram, mostraram a sua indignação e apoiaram à causa levantada pela atriz Kaley Michelle, uma das organizadoras, que ficou desapontada com o pouco movimento, que variou de 100 a 200 pessoas ou, quem sabe, 400 se somar todos que passaram por ali. É de se esperar dos curitibanos essa pouca adesão. Aquele que não precisou levantar o traseiro do sofá para confirmar a presença no evento foi o mesmo que ficou curtindo o dia chuvoso em casa, acompanhando fotos do evento pelo Facebook. Têm aqueles curitibanos também que confirmaram a presença mesmo sabendo que estariam neste mesmo horário, no Atletiba. Mas, críticas à parte aos curitibanos, o evento foi um sucesso mesmo no mundo virtual. Na vida real, a pouca adesão (se considerarmos a expectativa de pelo menos 10% dos 7.320),  alguns exageros de exposição, que podem ser conferidos na própria página do evento e as críticas da mídia tiraram o brilho do que poderia ter sido um grande evento. Mas tudo isso não foi motivo de desânimo para os organizadores. Novas farofadas em breve ocorrerão e o Facebook mais uma vez terá seu importante papel de levantar causas de indignação como essa! Sem chuva, frio e Atletiba, é bem possível que o povo saia da sua zona de conforto e vá à rua apoiar. E como a própria Kaley Michelle escreveu em seu perfil no Face: porque a corrupção não para em dia de chuva!!! 
  • Fast Shop e iPlace trarão novidades em tecnologia educacional, na 20.ª Educar/Educador

    Depois de alguma resistência, diretores, coordenadores e professores em sala de aula estão quebrando paradigmas e se encantando com as facilidades que a tecnologia oferece. Para aqueles que estão curiosos em saber as novidades nesta área, uma excelente oportunidade é visitar, na Feira Educar, os estandes daFast Shop (Fast Educacional) e da iPlace, duas empresas focadas em produtos e soluções de tecnologia educacional da Apple. A Fast Educacional levará toda linha de produtos Apple: iMac, Macbook Air, iPad, iPod e Apple Tv”. “Com tantos aplicativos didáticos disponíveis, as possibilidades de aprendizado ‘na ponta dos dedos’ são praticamente ilimitadas”, explica o gerente de marketing, Carlos Lacerda, destacando o iPad como principal produto. Ele explica ainda que a empresa tem parceiros para gestão de conteúdo (MDM), treinamento e capacitação de docentes/professores (EADES – iPad na sala de aula). A outra empresa que estará representando a Apple na Feira Educar é a iPlace. O diretor da empresa, Germano Grings, explica que, com o investimento das escolas brasileiras na inclusão digital, a Apple Premium Reseller/APR iPlace conta com uma equipe especializada no segmento educacional. O objetivo é dar continuidade no atendimento no período pós-venda. Leia matéria completa no site da Educar Confira a PROGRAMAÇÃO completa do evento. Foto: Divulgação
  • Engenheiro de Software no topo da lista de melhor emprego de 2012

    O engenheiro de software ficou em primeiro lugar no ranking, que revelou quais são os melhores e os piores empregos em 2012. A pesquisa foi feita pelo site de empregos americano Careerast.com, com informações do Bureau of Labor Statistics e de outras agências do governo dos Estados Unidos. Foram levantadas informações de 200 profissões, no que se refere a cinco pontos principais: ambiente de trabalho, as demandas físicas, perspectivas de contratação, salário e estresse.  As dez melhores profissões de 2012 1 - Engenheiro de software 2 - Atuário 3 - Gerente de RH 4 - Dentista 5 - Planejador financeiro 6 - Audiologista 7 - Terapeuta ocupacional 8 - Gerente de publicidade on-line 9 - Analista de sistemas 10 - Matemático As dez piores profissões de 2012 1- Lenhador (200ª posição no ranking) 2 - Produtor de leite (199ª) 3 – Soldado (198ª) 4 - Operador de plataforma de petróleo (197ª) 5 – Jornalista (196ª) 6 - Garçom/garçonete 7 - Leitores de medidores residenciais 8 - Lavador de pratos 9 - Açougueiro 10 - Locutor de rádio O ranking completo está disponível no site da CareerCast. Foto: Wikipédia  
  • Aumenta para 275 o número de sites não recomendados pelo PROCON-SP

    Divulgação Comprar pela internet exige bastante cuidado e atenção por parte do consumidor. Muitas já perderam o medo tornando-se uma prática comum. No entanto, as compras on-line oferecem alguns riscos. Entre as principais reclamações das compras virtuais, de acordo com o site Reclame AQUI, estão o atraso na entrega, entrega de produto com defeito, dificuldade de contato com a empresa, cobrança indevida e mau atendimento no Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC). A Fundação Procon-SP desde 2011 atualiza uma lista de sites não recomendados. Ontem (22), o órgão divulgou 71 novos sites. Agora já são 275 endereços eletrônicos que devem ser evitados pelo consumidor. A lista está disponível na página do Procon, no link “Evite esses sites”. Há o endereço eletrônico em ordem alfabética, razão social da empresa e número do  CNPJ ou CPF, além da condição de “fora do ar” ou “no ar”. A falta de entrega do produto adquirido pelo consumidor, sem resposta para a solução do problema é a principal causa de irregularidade apontada pela Fundação Procon. Links relacionados G1 Economia - Procon-SP lista 71 novos sites não recomendados para compras na web http://g1.globo.com/economia/noticia/2013/04/procon-sp-lista-71-novos-sites-nao-recomendados-para-compras-na-web.html Estadão (Economia & Negócios) 10 dicas para comprar pela internet com segurança http://economia.estadao.com.br/noticias/economia-geral,10-dicas-para-comprar-pela-internet-com-seguranca,138785,0.htm TV Brasil - Setenta e um sites de compras entram para lista de não recomendados http://www.ebc.com.br/tecnologia/galeria/videos/2013/04/setenta-e-um-sites-de-compras-entram-para-lista-de-nao

  • Jamendo: um site de música democrático

      Uma maneira de agradar as duas partes: os usuários que gostam de baixar músicas pela internet e obter acesso legal à obra e os artistas, que podem disponibilizar suas músicas gratuitamente e receber recompensas de 50% das receitas de publicidade do site. Este é o Jamendo, um site para a distribuição de músicas licenciadas sob Creative Commons. Além da distribuição livre e gratuita de músicas, o Jamendo possui um serviço de venda de licenças comerciais de músicas a preços competitivos, conhecida por Jamendo PRO. Fonte: Informações editadas a partir do site Catraca Livre
  • Aplicativo que propõe critérios para avaliar qualidade de ensino vence concurso do Inep

    Imagine um aplicativo capaz de gerar um indicador de qualidade ‘inteligente’ de uma determinada escola que pode ser comparado com as médias municipal, estadual e do país. Esse aplicativo existe, leva o nome de Escola que Queremos  e foi criado por um grupo de cinco pessoas. O aplicativo foi o vencedor do primeiro Hackathon uma parceria entre o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e a Fundação Lemann. Há 16 critérios disponíveis que precisam ser selecionados pelos usuários para que uma nota seja gerada. A qualidade da merenda, presença de biblioteca, as condições de trabalho dos professores, ou o fato de a escola ter ou não conselho de classe, por exemplo, podem ser usados para chegar neste índice chamado pelos inventores de ‘Ideb personalizado.’  Ao todo, 30 jovens foram selecionados em todo o Brasil para participar de uma maratona para desenvolver aplicativos, sites, softwares ou mesmo propostas para a divulgação dos dados da Prova Brasil e do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb). O desafio dos jovens era tornar os dados do Inep acessíveis à população. Em segundo lugar, ficou o projeto Portal de Acessibilidade de Dados da Educação Básica e, em terceiro, o Busca Escola . Deste, é possível ter acesso a um protótipo. O programa permite a busca da melhor escola no caminho entre a casa e o trabalho. Para desenvolver os programas, as equipes vencedoras receberam, de acordo com a classificação, R$ 5 mil (o primeiro lugar), R$ 3 mil (o segundo lugar) e R$ 2 mil (o terceiro lugar). Segundo os organizadores, assim que estiverem prontos para uso, os programas serão oferecidos aos interessados. Fonte: informações da Agência Brasil e G1 Foto: reprodução
  • Twitter lança o Twitter Music

    O site do novo serviço de música do Twitter, o Twitter Music , já está no ar, antes mesmo de a empresa realizar o lançamento oficial. Na semana passada, o Twitter comprou a startup australiana We Are Hunted, processo que terminou na semana passada. O serviço será fechado e, no site oficial, há a seguinte mensagem: "Não há dúvidas que Twitter e música vão bem juntos. Os artistas usam o Twitter para se conectar com os fãs e as pessoas compartilham e descobrem novas músicas e álbuns todos os dias. Mal podemos esperar para compartilhar o que temos trabalhado no Twitter."
    Fonte: IG Tecnologia
  • Campanha no Facebook estimula a mulher a ser mais positiva

    Você já ouviu falar da barriga negativa? Se não bastasse a busca pelo corpo perfeito, agora o novo desejo das mulheres é a barriga negativa. A moda surgiu depois que a modelo sul-africana Candice Swanepoel postou uma foto de só de top nas redes sociais botando inveja até mesmo nas magérrimas e fazendo a gente pensar até onde vai essa obsessão pelo corpo perfeito. De olho na loucura fitness que já invadiu as redes sociais e está convocando as pessoas a entrar nesta onda, a Polvo Digital, agência web responsável pela produção de conteúdo de mídias sociais da Capitollium (loja online especializada em moda feminina), criou para a Fanpage de seu cliente a campanha "Seja + Positiva". A campanha, explica  Carla Faria Del Valle, diretora da Polvo Digital,  convoca as mulheres a se livrarem da ditadura do espelho e a buscar uma aparência saudável e natural. Consiste em compartilhar na rede imagens de celebridades a favor da "barriga positiva" e frases de apoio à beleza natural.   Conheça a página da Capitollium no Facebook  Saiba mais sobre a onda da barriga negativa    
  • MSN chega ao fim da sua história

    Chega ao fim mais um sucesso da era digital. Segundo a Microsoft o Messenger deixará de existir em todos os países, menos na China continental. Mais de 100 milhões de usuários serão migrados para o Skype, adquirido pela Microsoft em maio de 2011. A Microsoft anunciou na sexta-feira (15) que o Microsoft Service Network, mais conhecido como MSN, vai continuar a existir até o mês de abril, ao contrário da previsão de que o serviço seria encerrado no dia 15. Quem tiver o MSN pode instalar a versão mais recente do skype e fazer o login com a conta da Microsoft. A companhia assegura que os contatos do Messenger já estarão integrados ao Skype. Veja como migrar seu MSN para o Skype CUIDADO! Aproveitando o anúncio do fim do MSN, muitos internautas mal intencionados estão aplicando golpes. A Kaspersky identificou que os criminosos compram links patrocinados no Google. Ao fazer uma pesquisa no Google digitando "MSN Messenger", o primeiro link a aparecer é o do meuportaldownloads.com, que está registrado com dados falsos e tem intuito de distribuir um Trojan bancário - disfarçado como instalador. Anote aí outros links maliciosos e não caia na mira dos criminosos: baixarmsndownload.com.br, downloadmsnbaixar.com.br e msnmessengerlive.com.br.  
  • Posso ser seu amigo?

    No livro, "Amor Líquido" o autor Zygm Zygmunt Bauman escreve sobre as relações humanas, que estão cada vez mais flexíveis, gerando níveis de insegurança que aumentam a cada dia. É visível e percebemos como as pessoas estão dando mais importância ao relacionamentos pela internet por meio de bate-papo, redes sociais, email ou celular nas mensagens de texto. Quantas coisas dizemos muito à vontade por esses meios e chega no face a face (que não é o Face de Facebook) e a comunicação simplesmente não acontece. Adicionamos pessoas a todo momento no Facebook e não as adicionamos na nossa vida pessoal. Pessoas que não se conhecem sabem muito mais da vida uma da outra do que um parente como um pai ou uma mãe, que por não terem uma conta no Facebook, sabe menos da vida do filho. Esse vídeo que compartilho no final do post, muitos sei que assistiram, ilustra o que estou falando. O cara chega nas pessoas e pergunta: Posso ser seu amigo? Posso escrever no seu muro? Ele pergunta para um homem na rua: qual o seu estado civil? O outro diz: Solteiro. Aí vem a ironia: Legal. Curti! Vale a pena ver e rever sempre e pensar o que estamos fazendo com as nossas relações humanas... Posso ser seu amigo? - Can I be Your friend? (Legendado) Curtiu o post? Comente! Compartilhe!!!!! Me sinto isolado se meus posts não geram efeito! rsrsr Parece piada, não é? Mas é assim que nos sentimos e vivemos hoje!   
  • Dado Schneider alerta sobre a defasagem tecnológica entre as gerações

       Sair da pré-história digital e atualizar-se é o melhor caminho para não ser dominado pelas novas   gerações. Este é o ponto central da palestra“Educação 3.0 e Digiriatria. Seremos Todos Velhos Digitais?”, que o publicitário e doutor em Comunicação, Dado Schneider, ministrará durante a 20.ª EDUCAR.  Schneider viaja por todo o Brasil como palestrante trazendo à tona um tema polêmico e preocupante: a defasagem digital entre as gerações X, Y, e Z. Recentemente, ele batizou essa defasagem de “digiriatria” (“digi”, de digital, somado a “geriatria”). Na entrevista a seguir Schneider explica que, teoricamente, as gerações X e Y podem se ajudar e aprender uma com a outra. Mas alerta para uma situação nova, a de uma geração mais nova (Y) ter muito a ensinar para uma mais velha (X), o que faz com que a mais velha se retraia e, a mais nova, não tenha paciência para ensinar. Leia artigo de Dado Schneider Manifesto pela “Digiriatria” A defasagem entre as gerações será um problema em um futuro próximo? Já é um problema… O futuro próximo agravará o fosso de conhecimento que está se formando… Como quase tudo hoje pode ser aprendido em Google+ Youtube, se a geração mais velha não souber falar a linguagem da geração mais nova, ela tende a se tornar dispensável… Essa é a minha opinião: e sou muito contestado por isso. Os que mais se adaptarem é que vão sobreviver? Por quê? Porque sempre foi assim. Mas nunca tínhamos estado diante de uma ruptura comportamental tão forte. Fui do final da geração hippie e sinto que o fosso comportamental hoje, em função do mundo digital, é maior do que entre velhos e jovens nas décadas de 60 e 70. Como se explica o cérebro digital dos pequenos que já nascem sabendo como manusear um tablet. Qual a sua avaliação disso? Tenho dois “espécimes” destes em casa… Os neurocientistas já estão estudando eles. Tenho certeza que serão superdotados para os padrões de hoje. Mas, já que eles vão elevar este padrão, ser o que eles serão é o que será normal. Qual o desafio dos professores neste contexto todo? O ensino-aprendizagem está comprometido se não incluir a tecnologia neste processo? Sim, sem dúvida. Muitos professores fantásticos até sete anos atrás estão em apuros, hoje. Sim, a tecnologia é uma grande questão. Mas o maior desafio é falar a linguagem da nova geração. E isso é difícil para quem não convive com ela. É possível lidar com naturalidade com tanto mudança tecnológica e diferença de maneiras de pensar em um mesmo espaço (sala de aula)? É quase impossível. Mas todo professor deve ter a humildade de aprender TUDO o que há disponível em termos de método e equipamento para continuar sendo relevante dentro da sala de aula. Afinal, estamos vivendo uma revolução. Sair da pré-história digital e atualizar-se é o melhor caminho para não ser dominado pela geração? Esse é o tema de minha palestra e o ponto central do livro que estou escrevendo. Sim, para não dizer que somos “pré-históricos”, prefiro utilizar um termo que li no Twitter, não lembro de quem… Nós, os do século XX, não somos “nativos digitais”, como os jovens. Somos, alguns de nós, no máximo, “imigrantes”… E a vida de imigrante nunca é fácil, não importa a época. Crédito da Notícia: jornalista Brisa Teixeira/parceira da Presença – Comunicação Educacional