Blog do Tupan

Política sem meias palavras

Publicidade
Blog do Tupan

Denúncia implode candidatura de Campagnolo a vice de Ratinho Jr

Denúncia implode candidatura de  Campagnolo a vice de Ratinho Jr

A pretensão do presidente licenciado da Fiep, Edson Campagnolo, de sair candidato a vice-governador na chapa de Ratinho Júnior pode ter ido pelos ares hoje (11). A implosão política começou quando uma matéria do Radar da revista Veja, assinado por Maurício Lima foi ao ar. Ela informa que Campagnolo, “considerado o vice ideal” para Ratinho Jr, é investigado pela Polícia Civil por apropriação indébita de recursos da Fiep.

“A campanha de Ratinho Júnior (PSD) ao governo do Paraná pode sofrer uma baixa nos próximos dias. Considerado o vice ideal para o filho do apresentador do SBT, o presidente licenciado da Federação das Indústrias do Paraná, Edson Campagnollo, pode ser levado a deixar a deixar a disputa em função de uma investigação aberta pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco)”, diz Veja.

“Campagnollo é investigado pela Polícia Civil por malversação dos recursos da entidade, cujo orçamento ultrapassa os 500 milhões de reais anuais. Um dossiê sobre o caso circula nos meios políticos do Paraná e aliados de Ratinho Júnior já defendem a escolha de outro companheiro de chapa. Campagnollo é filiado ao PRB”, prossegue a matéria da coluna Radar.

Um rol enorme de ilícitos graves integra a denúncia contra Campagnolo sob investigação do Gaeco. Entre elas consta o desconto de duplicatas frias de várias agências bancárias; o pagamento de passivos trabalhistas com recursos da Fiep; apropriação indébita do fundo de garantia dos servidores e apropriação indébita da própria Fiep.

A assessoria da Fiep procurou o blog e expõe versão do fato.

Sistema Fiep repudia notícias falsas veiculadas na imprensa

O Sistema Federação das Indústrias do Paraná repudia, com veemência, notícias falsas veiculadas pela imprensa, nesta quarta-feira (11), que afirmavam que seu presidente licenciado estaria sendo investigado por malversação de recursos da entidade. O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), apontado como suposto responsável pela investigação, emitiu, nesta data, uma declaração que informa que não há qualquer procedimento aberto pelo órgão nesse sentido, conforme comprova o documento abaixo.

O Sistema Fiep lamenta profundamente que, no momento em que a sociedade se mobiliza para combater as chamadas “fake news” e seus efeitos nocivos, um veículo de reputação nacional tenha divulgado a notícia falsa sem a devida averiguação dos fatos. Informa, ainda, que todas as medidas judiciais cabíveis serão aplicadas contra os responsáveis pela disseminação dessa informação e qualquer outro veículo que reproduza a notícia.

Por fim, o Sistema Fiep reitera que a transparência é uma prioridade absoluta para a entidade. Além de prestar contas a órgãos como Controladoria Geral da União (CGU) e Tribunal de Contas da União (TCU), na gestão da atual diretoria foram implantadas diversas ferramentas de gestão justamente para aumentar o controle e a transparência na aplicação de seus recursos. O Sistema Fiep conta também com uma Auditoria Interna e uma Gerência de Riscos e Compliance, além de ter suas demonstrações contábeis analisadas por auditores independentes.

Quem faz o blog

DESTAQUES DOS EDITORES