Publicidade
Exterior

Quatro crianças foram retiradas de caverna na Tailândia neste primeiro dia de resgate

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Quatro dos 12 meninos presos há duas semanas em uma caverna inundada na Tailândia foram resgatados neste domingo (8). Mais cedo, havia a informação de que seriam seis, no entanto, o comandante da operação mais tarde confirmou apenas a retiradas de quatro crianças. 

Segundo a equipe de salvamento, as crianças já foram encaminhadas para o hospital de campanha montado nos arredores da caverna. A operação de resgate dos 12 meninos e seu técnico presos em uma caverna inundada na Tailândia foi interrompida por volta das 9 horas (horário de Brasília), 7 horas da noite (horário local), horário que a noite cai sobre a Tailândia.

A ação teve início às 10h da manhã (horário local) e tem previsão de durar de três a quatro dias a partir deste domingo,8. A única maneira de retirar o grupo de lá é navegando por passagens escuras e apertadas, cheias de água barrenta e correntes fortes, e também sem muito oxigênio. Um ex-SEAL da marinha tailandesa desmaiou fazendo o mergulho nesta sexta-feira e morreu.

Especialistas no trabalho em cavernas consideram a operação como a última saída para o resgate, especialmente com pessoas não treinadas como os meninos. O caminho é particularmente complicado devido a passagens estreitas, cheias de curvas e inundadas.

Mas os líderes da equipe de resgate afirmam que as condições favoráveis, com tempo menos instável e nível das águas diminuindo, não deve durar.

Tempestades são esperadas para os próximos dias e, além disso, a queda dos níveis de oxigênio dentro da caverna também preocupa a equipe de resgate.

Neste sábado (7), autoridades haviam anunciado que a melhor janela para começar a operação de resgate seria em três ou quatro dias, apesar de chuvas.

Para conseguir chegar até o fim do caminho, os meninos receberam aulas de mergulho e serão acompanhados, cada um, por dois mergulhadores, enquanto são gradualmente resgatados do local.

Narongsak Osatanakorn, governador da província, afirmou que 13 mergulhadores estrangeiros e cinco locais participarão da operação de salvamento.

Dezenas de mergulhadores chegaram à caverna de Tham Luang na manhã de domingo, e as autoridades montaram lonas bloqueando a área de operação.

Na noite deste sábado (8), jornalistas e familiares precisaram deixar a área ao redor da entrada da caverna e, segundo o jornal britânico The Guardian, a medida aconteceu para facilitar a operação de resgate.

CHUVAS PESADAS

Ainda segundo o The Guardian, uma chuva pesada aconteceu na manhã deste domingo (8). O tempo, entretanto, melhorou logo em seguida.

Os meninos, com idades entre 11 e 16 anos, e seu técnico, de 25 anos, ficaram presos no dia 23 de junho, quando foram visitar o local depois de um treino de futebol. Uma chuva forte começou e a água subiu no complexo de cavernas, bloqueando a saída.

Com isso, acabaram presos em uma área remota, que só pode ser acessada por mergulhadores.

A Tailândia está entrando na temporada de chuvas das monções, que pode durar cerca de quatro meses. Inicialmente, chegou a se cogitar que os garotos esperassem dentro do local até que as monções chegassem ao fim.

DESTAQUES DOS EDITORES