Publicidade
Novas Modas

A hora nova da Givenchy

A hora nova da Givenchy
Tudo rouge (vermelho em francês) na vitrine da Givenchy. Os vestidos são a vedete da estação e a combinação blusa e saia também. Caí de amores! (Foto: Fotos Ana Clara Garmendia)

Quando a estilista inglesa Clare Waight Keller assumiu a direção artística da Givenchy em 2017, ninguém deu muita bola para ela. Era o fim de uma fase de gangs por lá. O italiano Riccardo Tisci reinou por quase 13 anos com suas estampas de cachorro, muitas estrelas, vestidos transparentes e um network daqueles em torno de seu nome. Apesar do momento não condizer muito com o histórico da casa, conhecida pela clientela de princesas, condessas e atrizes, o italiano bombou. Com ele, conhecemos Lea T, a brasileira filha de Toninho Cerezo, o que já foi um tiraço na carreira de ambos. Era da diversidade. As portas da moda como veículo para uma mulher trans e cheia de palavras lindas para falar. Ainda por cima, brasileira, mas morando na gringa. Eu entrevistei Lea na saída de um desfile masculino de Tisci. Segundo ela, a imprensa brasileira ainda não tinha chegado a seu nome. Eu fui a primeira. Postei vídeo, fotos e texto no meu blog e depois ela acabou acontecendo lindamente no Brasil e fora também.
Sobre as roupas, a gente amou por um tempo, até o momento em que começaram a vir as repetições e faltou gás para um animado Tisci continuar segurando sua parada ali. Dança das cadeiras e volto para Claire, a primeira mulher a assumir a Givenchy. Desacreditada no começo, a ex-Chloé foi, pouco a pouco, ganhando força. Não faz uma roupa espalhafatosa, faz uma roupa que veste a Condessa de Sussex no seu casamento. Inspiração no passado da marca, extremamente de acordo com os nossos tempos de não à opulência. Afinal, não é todo mundo que deseja usar bandana de pedras na cabeça e sapato Louis XV revisitado, não é mesmo? Ainda existe elegância e discrição na terra, embora elas estejam bem arranhadas. Passando hoje pela vitrine da marca na avenue Montaigne, espio a roupa. E acho maravilhosa! Até recebi da assessoria mais uma foto de Meghan Markle em uma aparição ao lado da rainha Elizabeth vestindo novamente a Givenchy de Claire, mas prefiro focar no que está ali realmente em frente a meus olhos. Uma linda e inspiradora fase que tem lugar para o vermelho em vestidos longos, curtos e numa bolsa wishlist imediata. Aprecie. Volto sempre. Bisous.

DESTAQUES DOS EDITORES