Publicidade
Carreira & Cia.

A indústria 4.0 e a inteligência artificial aplicada na logística

A Indústria 4.0 chegou a sua fase de digitalização ou a automação 4.0. O que antes era limitado à planta e seus departamentos, agora se volta à integração por meio da nuvem e adoção de novas ferramentas.

Depois da automação do chão de fábrica soluções na área de logística
Além da robótica e tecnologia em maquinário, serviços como logística, por exemplo, entra no radar dessa nova fase de automação digital. “A tecnologia por meio da inteligência artificial, big data e outras inovações se tornaram cada vez mais importantes no setor industrial. Não é mais uma modernidade é uma necessidade. Ela traz a diminuição de custos e o aumento do desempenho, focando na satisfação do cliente, de forma transparente e objetiva”, diz o professor Reynaldo Lemos de Souza Filho, mestre em engenharia de produção.

Produzir com qualidade e garantir a integridade da logística
É o caso do setor de logística que está se tornando uma preocupação cada vez maior dentro da Indústria. Afinal, não basta produzir com qualidade. É importante que o produto chegue no prazo, com segurança e com sua integridade preservada. Somente nos últimos meses, uma startup de gestão logística – o Fretefy - registrou um aumento significativo na busca de seus serviços por embarcadores, indústrias e distribuidores de grande porte. “Nos chamou a atenção o interesse desse nicho na nossa plataforma.

Plataforma digital prevê movimentar R$ 540 milhões
Mais de 10 gigantes da indústria de alimentos, automobilística, construção, transportes nos procuraram para melhorar sua gestão logística. Isso claramente nos mostra uma necessidade de mercado”, conta Mari Pertile, diretora comercial do Fretefy, plataforma digital que prevê movimentar R$ 540 milhões em cargas em 2019.O contato com essas líderes da indústria fez a empresa virar o leme e adequar a plataforma Fretefy também para esse segmento. “Percebemos que todos esses clientes vieram com a mesma demanda: preocupação com a distribuição, entrega final do produto e retenção do cliente e isso conseguimos entregar com o Fretefy”. “Encontramos o preenchimento de uma lacuna de rastreabilidade dos veículos online. Agora conseguimos acompanhar o trajeto do motorista até a entrega final, sem a dependência da transportadora. Acompanhamos as tendências do mercado para garantir agilidade aos stakeholders, no transporte não poderia ser diferente”, comenta Enivaldo Tavares, da expedição da Propex, indústria têxtil.   


Curtas:

  • A linguagem audiovisual tomou conta do mercado nos últimos anos. Dados apontam que até 2020, mais de 80% dos conteúdos veiculados na internet serão em formato de vídeo. Pensando nisso, o professor Ricardo Almeida, diretor e cofundador da Coletive, desenvolveu o curso Técnicas de YouTube para professores. O curso, voltado à profissionais da educação, será ministrado na Porto Educação, no dia 18 de maio, das 8:30 às 18:30. Local: Porto Educação. Praça General Osório, 379. Investimento: R$ 390,00- https://www.sympla.com.br/tecnicas-de-youtube-para-professores__510015 
  • Sinepe/PR promove maratona de palestras sobre os desafios da educação para o século XXI. Cinco regionais do Sindicato vão receber o evento entre os dias 13 e 17 de maio. A relação professor-aluno envolve diferentes gerações, estilos de vida e crenças. Para uma convivência positiva, que auxilie no processo de aprendizagem, é preciso entender o comportamento de cada perfil geracional e promover integrações e trocas de experiências. Este será o assunto abordado na palestra “Desafios da educação para o século XXI - Comportamento dos perfis geracionais”, ministrado por Rocimar Santos Oliani.

Frase:

“É mais sábio acender uma vela ao invés de amaldiçoar a escuridão”
(Provérbio chinês)


DESTAQUES DOS EDITORES