Publicidade

'A Lenda de Golem' é terror que foge do modelo tradicional

FOLHAPRESS - O Golem é uma figura mística presente na cultura judaica, como um ser feito de material inanimado que pode ganhar vida num ritual divino. Um personagem propício a protagonizar um filme de terror.

"A Lenda de Golem", produção dirigida por Doron e Yoav Paz, irmãos destacados no novo cinema de Israel, é um filme bem atraente, embora muito distante do modelo tradicional do gênero terror. E é nisso que está seu melhor atributo.

A fórmula de sustos sequenciais que domina os longas americanos destinados a entreter adolescentes em cinemas de shopping é totalmente desprezada. "A Lenda de Golem" é lento, feito para que a plateia assimile aos poucos a situação apavorante vivida pelos habitantes de uma aldeia de judeus na Lituânia.

A ação se passa no século 17, quando uma peste atinge a região. Uma comunidade vizinha acredita que as mortes são decorrentes de uma praga rogada pelos judeus, cuja aldeia não tem vítimas da peste. Diante de uma iminente invasão da aldeia, Hanna, que secretamente estuda religião, algo proibido às mulheres, decide convocar um Golem. A criatura é destinada a proteger os judeus.

O ser, feito a partir de barro, ganha vida e um corpo de menino. Aparentemente, a imagem do Golem tem origem no trauma de Hanna, que perdeu seu filho ainda garoto e não conseguiu mais engravidar.

As situações tenebrosas aumentam quando fica evidente a impossibilidade de controlar o Golem, que preserva sua ligação de certo modo afetiva com Hanna, mas é capaz de verdadeiras atrocidades .

Utilizando belas paisagens rurais da Ucrânia, numa fotografia encantadora, "A Lenda do Golem" tem um elenco vigoroso, com destaque para Hani Furstenberg como Hanna, numa composição cheia de sutilezas em sua relação com a criatura.

O roteiro oferece um pouco de conhecimento sobre a história dos judeus na Europa, embora pudesse ser mais didático nas conversas de Hanna com o marido, que é filho do rabino da aldeia. O filme seria atraente para uma plateia mais ampla se enxugasse parte das discussões sobre religião.

Mas os irmãos Paz não querem saber de concessões. Fizeram um filme que não se mostra palatável a quem procura a diversão sem compromisso que caracteriza o cinema comercial de terror. 

A violência explícita aparece, em bons efeitos visuais, e não é pouca coisa. No entanto, o banho de sangue chega quando o espectador já está assustado o suficiente. 

"A Lenda de Golem" é uma experiência que exige imersão num mundo denso e perturbador.

A LENDA DE GOLEM (THE GOLEM)

PRODUÇÃO Israel, 2018

DIREÇÃO Doron e Yoav Paz

ELENCO Hani Furstenberg, Ishai Golan, Brynie Furstenberg

QUANDO Estreia nesta quinta (13)

CLASSIFICAÇÃO 16 anos

AVALIAÇÃO Muito bom

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES