Publicidade
Energia

A partir desta quinta-feira, restam 38 dias de horário de verão

Edição 2017/2018 termina no dia 18 de fevereiro. Próxima vez será duas semanas mais curta e inicia em novembro
A partir desta quinta-feira, restam 38 dias de horário de verão

A 43ª edição do horário de verão brasileiro, que começou no dia 15 de outubro de 2017, tem apenas mais 38 dias pela frente. O encerramento desta edição será no dia 18 de fevereiro. Já a edição de 2018/2019 será duas semanas mais curta. No final do ano passado, o presidente Michel Temer assinou decreto que retarda o início do horário diferenciado. O ajuste dos relógios deverá começar no primeiro domingo de novembro, e não mais no terceiro domingo de outubro, como normalmente. O fim do horário de verão ficará mantido no terceiro domingo de fevereiro.

A mudança foi um pedido do ministro Gilmar Mendes, então presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), para evitar que a mudança de horários esteja em vigor na realização do segundo turno de eleições nacionais, que ocorrem no último domingo de outubro. O horário de verão vale para os estados do Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e o Distrito Federal. No dia 18 de fevereiro, os relógios devem atrasar uma hora quando der zero hora.

Mas, no ano passado, um debate se formou a cerca da validade do horário de verão para a economia. Para muitos, a economia já não se justifica, já que o consumo de energia está pulverizada em diversos horários do dia, e não apenas entre o fim da tarde e início da noite, o que justificava a hora a mais para o dia. O governo chegou a pensar em uma consulta pública, mas desistiu por causa da proximidade do começo do horário especial.

Publicidade

Veja também