Publicidade
Inverno

Ação social de Curitiba faz 398 abordagens na rua em semana de frio intenso

Ação social de Curitiba faz 398 abordagens na rua em semana de frio intenso
(Foto: Ricardo Marajó/FAS)

Na terceira noite de frio intenso desta semana, as equipes da Fundação de Ação Social (FAS) levaram 66 das 134 pessoas em condição de rua abordadas para pernoitarem em abrigos públicos do município nesta quarta para quinta-feira (11 e 12/7). A Prefeitura intensifica o trabalho de resgate social sempre que a temperatura cai abaixo de 9°C – nesta madrugada, chegou a  2,8°C, segundo o Simepar.

Ao longo da semana, foram abordadas 398 pessoas nas ruas de Curitiba, sendo que 196 aceitaram a oferta de irem para os abrigos, onde têm acesso a banho, roupas limpas e alimentação. São fornecidos lanches na chegada, depois que elas são cadastradas, e na saída, no começo do dia seguinte, quando tomam café da manhã.    

O município não pode obrigar nenhuma pessoa abordada a se recolher aos abrigos. O número de recusas (202) foi superior ao de aceitações (196) ao longo da semana. “Lamentamos que isso aconteça, apesar do esforço dos nossos técnicos, mas precisamos cumprir a lei. Ela garante que ninguém pode ser removido das ruas contra a vontade mesmo em situação de risco, oferecida pelo frio intenso”, observou o coordenador de Resgate Social da FAS, Anderson Walter.

Transportado em kombis da FAS, o público foi levado para as casas de passagem Jardim Botânico, Rebouças, Bairro Novo ou Plínio Tourinho.

Juntas elas concentram 520 das 907 vagas existentes nas 12 unidades oficiais de acolhimento do município para a população em situação de rua. Caso essas vagas fossem insuficientes, o excedente pode ser levado a uma das seis unidades conveniadas à Prefeitura, que mantêm 281 vagas.

DESTAQUES DOS EDITORES