Publicidade
Cuidados da pele

Alimentação está entre os vilões da acne

Alimentação está entre os vilões da acne
(Foto: Foto: Divulgação)

Os alimentos têm relação direta com a melhora ou a piora da acne quando ela se torna um problema, especialmente na adolescência. A dermatologista Natasha Unterstell conta que o leite e seus derivados pioram a acne.  O mesmo acontece com a ingestão de alimentos ricos em açúcar e gorduras e aqueles de alto índice glicêmico.

Por sua vez, uma dieta rica em cereais integrais e ricos em Ômega-3, como o salmão e a sardinha, ajudam a regular o açúcar no sangue e diminuir a inflamação da pele. Os alimentos ricos em zinco como a castanha do Brasil ajudam a diminuir a oleosidade e na cicatrizar da pele, evitando as marcas deixadas pela acne.

 Tratamento

 Além da alimentação adequada, alguns tratamentos médicos aceleram os resultados no combate à acne. É o caso do peeling e da luz pulsada, esta última tem efeito anti-inflamatório e bactericida.

A médica ressalta a importância de procurar um dermatologista para avaliar o tipo de pele e as causas da acne, para só então indicar os tratamentos e a medicação adequada, tais como antibióticos, anticoncepcionais, cremes retinóides, ou em alguns casos, a isotretinoína.

A dermatologista recomenda ainda, manter a pele limpa com o uso de produtos específicos para cada tipo de pele, além de evitar mexer ou espremer cravos e espinhas. Outra dica é evitar o uso maquiagem oleosas, para não obstruir os poros e acumular gordura, promovendo o surgimento de espinhas. Além disso, é importante ter uma alimentação rica em ômega 3, zinco e antioxidantes, optando por comer salmão, sementes de girassol, frutas e legumes, e evitar doces, frituras, bebidas alcoólicas e as gaseificadas que dificultam a digestão e danificam a pele.

DESTAQUES DOS EDITORES