Publicidade

Alvaro é contra cortes em universidades

(Foto: Portal Alvaro Dias)

O senador Alvaro Dias (PODE-PR) criticou ontem o corte linear de 30% nas verbas de custeio do orçamento descentralizado das universidades e instituições federais pelo Ministério da Educação. Alvaro disse que defende uma fase de enxugamento, mas critica o ataque pontual. “ Retirar recurso da universidade porque houve algum ato de balbúrdia é punir aqueles que são comportados, disciplinados. Nem todos participam de balbúrdia na UNB. Se houve, certamente, nem todos participaram. Então este critério é inadequado para uma área tão importante como a Educação. Claro que há necessidade de investir na educação da primeira infância, mas um investimento não pode anular o outro”, disse Alvaro Dias no Plenário do Senado ontem. Os senadores paranaenses Oriovisto Guimarães e Flavio Arns também condenaram os cortes.

Greve dia 15
Trabalhadores da Educação, incluindo professores da rede estadual de ensino, devem realizar uma paralisação no dia 15 de maio como parte da mobilização da “Greve Nacional da Educação – Contra o Desmonte da Aposentadoria”, convocada pela Central Única dos Trabalhadores. A APP-Sindicato, que representa os professores das escolas estaduais, lembrou ontem que a paralisação foi decidida em assembleia da categoria e estava já previamente agendada. A direção da APP explica que, em vez de ato estadual, nesta data as atividades vão acontecer em atos regionais. Paralelamente, a comunidade acadêmica das instituições federais de ensino, como a UFPR, devem também promover um ato na mesma da data.

Cidadania (ex-PPS) dissolve diretórios
O diretório estadual do Cidadania do Paraná, após reunião da sua executiva e coordenadores regionais, decidiu pela dissolução de 83 diretórios municipais que não teriam atendido normas estabelecidas para as eleições municipais. Os motivos das dissoluções são infidelidade partidária e não cumprimento da resolução eleitoral estadual. O presidente estadual do partido, deputado federal Rubens Bueno, afirma que a comissão eleitoral estadual vai promover encontros com os coordenadores regionais. “Para a construção de um projeto de poder local para 2020 e a consolidação definitiva do partido em cada um desses municípios”, afirma.

Leniência lesiva
O deputado Luiz Cláudio Romanelli (PSB) disse ontem (6) que o acordo de leniência assinado entre o Ministério Público Federal e a concessionária Rodonorte é lesivo e contrário ao interesse público porque não contempla a duplicação da BR-376, a Rodovia do Café, entre Ponta Grossa e Apucarana. “Esta obra está excluída do termo de leniência. Porque tem 80 quilômetros que a concessionária diz que não tem recurso financeiro para executar, embora haja previsão da realização física da obra”, adianta. Romanelli alerta que o contrato original de concessão desse lote de rodovias prevê a duplicação integral da BR-376 na ligação entre Apucarana e Ponta Grossa.

BRT ganha 62,9 milhões
Os vereadores de Curitiba devem votar hoje, em 2º turno, um um pedido da prefeitura para que tenha acesso a um crédito adicional especial de R$ 62,9 milhões para a ampliação do transporte coletivo. Ontem (6), a proposta foi aprovada em primeiro turno por 29 parlamentares presentes. O crédito deve ser destinado para a ampliação da capacidade e da velocidade do BRT, que significa ônibus de transporte rápido.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES