Publicidade

Ambulantes agridem seguranças em estação da CPTM em Carapicuíba

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Cinco seguranças que prestam serviços para a CPTM foram agredidos por um grupo de ambulantes na tarde desta quinta-feira (21) na estação Santa Terezinha, da linha 8-diamante, em Carapicuíba, na Grande São Paulo.

Em um vídeo divulgado nas redes sociais é possível ver o início do tumulto e o momento em que várias pessoas tentam tirar os seguranças de um dos vagões da composição.

Em outra gravação foi registrada a violência contra dois funcionários. O vídeo mostra ainda quando um dos vigilantes, após ser perseguido por vários homens, tenta fugir pela linha do trem. Ele é alcançado e apanha de vários indivíduos. Um dos agressores chega a usar um pedaço de madeira para atingir o vigia. 

Segundo o presidente do Sindicato dos Ferroviários da Sorocabana, Izac de Almeida, o caso ocorreu por volta das 16h. Ele diz que as imediações da estação onde a pancadaria aconteceu são pouco movimentadas, o que teria facilitado a ação criminosa. 

Cerca de 20 pessoas participaram das agressões contra os vigilantes. A motivação, conforme o presidente do sindicato, seriam as ações que tentam coibir o comércio ambulante no interior dos trens. 

"A orientação dos órgãos competentes é para que a empresa iniba esse tipo de atividade, que gera muita reclamação dos usuários. Eles só estavam fazendo o trabalho deles. Infelizmente não é a primeira vez que isso acontece", disse.

De acordo com o sindicalista, um documento será encaminhado na sexta (22) para que a empresa tome providências, entre elas, que aumente o efetivo e coloque agentes de segurança para atuar com os vigilantes. "Se não aumentar esse efetivo vamos recorrer ao Ministério Público. Não podemos deixar que eles exponham suas vidas ali", afirmou.

Sete seguranças estavam na composição no início da confusão. Eles foram encaminhados a hospitais na região de Carapicuiba. O estado de saúde deles não foi informado, mas um deles, que sofreu ferimentos mais graves, continuava em observação na noite desta quinta.

Quatro ambulantes suspeitos de participar das agressões foram identificados pelas câmeras de segurança e encaminhados para a delegacia. 

DESTAQUES DOS EDITORES