América-MG empata com Botafogo-SP e pode perder a liderança para a Chapecoense

Mesmo tendo como principal meta conquistar o título do Campeonato Brasileiro da Série B, o América-MG parece ter sentido a ressaca pelo acesso à elite, garantido no empate sem gols com Náutico, na terça-feira. Desconcentrado, o time mineiro sofreu para empatar com o Botafogo-SP, por 1 a 1, nesta sexta, pela 35.ª rodada, no Independência, em Belo Horizonte.

O América-MG segue na liderança com 68 pontos, dois na frente da Chapecoense, com 66, que também já garantiu o acesso. Mas o time de Santa Catarina pode retomar a ponta porque vai entrar em campo domingo, quando enfrentará o Vitória, no Barradão, em Salvador.

Brigando contra o rebaixamento, o Botafogo segue na penúltima posição, com 34 pontos, ficando apenas dois atrás do Paraná (36) e quatro do Vitória (38). Mas segue animado com a série positiva, afinal não perde há cinco rodadas e vem de duas vitórias importantes em casa, diante da Chapecoense, por 3 a 0, e do Sampaio Corrêa, por 2 a 1.

Os times entraram em campo armados no esquema 4-3-3. Mas foi o Botafogo quem começou melhor, com muita velocidade e criando chances no ataque. Quase abriu o placar aos cinco minutos. Depois de cruzamento, Judivan subiu bem e cabeceou forte, mas o goleiro Airton espalmou, dando um tapa com a mão direita. O goleiro titular Matheus Cavichioli teve uma lesão muscular confirmada pelos médicos antes do jogo.

Já o América-MG entrou em campo desligado, relaxado, e não chegou em boas condições de finalizar na frente. O Botafogo passo a ameaçar no ataque, primeiro em um chute de Jeferson, rebatido por Airton, e depois com o gol aos 33 minutos. Valdemir desceu até a linha de fundo e deixou de calcanhar para Jeferson, que rolou para trás. Victor Bolt bateu forte com a perna esquerda, a bola tocou na mão de Airton e entrou.

O América voltou diferente após o intervalo, com duas mudanças no ataque. Entraram Marcelo Toscano e Geovane nos lugares de Léo Passos e Felipe Augusto, respectivamente. Além disso, o técnico Lisca adiantou a linha de marcação, na tentativa de pressionar o time paulista em seu campo defensivo.

O time da casa quase empatou aos cinco minutos. Após chute de Marcelo Toscano, a bola desviou no zagueiro Robson e quase entrou no alto, mas saiu do lado da trave. Mas a melhor chance foi do time paulista aos oito minutos. Guilherme Romão desceu até a linha de fundo e rolou para trás para Ronald, que ajeitou e bateu cruzado. Mas para fora.

Lisca arriscou tudo no América aos 20 minutos ao tirar o lateral-direito Daniel Borges para a entrada do atacante Neto Berola. Dois minutos depois, a defesa botafoguense parou na linha de impedimento e o goleiro Igor deu um tapa para evitar o cabeceio de Alê, que viu a bola tocar em sua cabeça e sair pela linha de fundo.

O América chegou ao empate em um pênalti. Raniele deslocou Neto Berola dentro da área e a penalidade foi anotada, diante de protestos dos paulistas. Na cobrança, o zagueiro Messias chutou no meio do gol, a bola tocou no joelho de Igor e entrou na rede, aos 32 minutos.

Depois disso, o Botafogo se fechou e não permitiu que os atacantes americanos conseguissem finalizar com perigo ao gol defendido por Igor. Mesmo porque os mineiros insistiram com os levantamentos no meio da área.

Pela 36.ª rodada, os dois times já voltam a campo na próxima terça-feira. O América vai até Pelotas para enfrentar o Brasil-RS, a partir das 16 horas, no estádio Bento Freitas. O Botafogo volta a atuar em casa no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, desta vez, diante do CSA, a partir das 19h15.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-MG 1 X 1 BOTAFOGO-SP

AMÉRICA-MG - Airton; Daniel Borges (Neto Berola), Messias, Anderson Jesus e Sávio (Kawê); Zé Ricardo, Juninho e Alê; Léo Passos (Marcelo Toscano), Rodolfo (Vitão) e Felipe Augusto (Geovane). Técnico: Lisca.

BOTAFOGO-SP - Igor; Raniele, Robson, Walisson Maia e Guilherme Romão; Valdemir, Victor Bolt (Elicarlos) e Bady (Matheus Índio); Jeferson (Luketa), Judivan (Emerson) e Ronald (Cássio Ortega). Técnico: Moacir Júnior.

GOLS - Victor Bolt, aos 33 minutos do primeiro tempo. Messias, aos 32 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Diego Pombo Lopez (BA).

CARTÕES AMARELOS - Daniel Borges, Léo Passos, Ronalfo e Felipe Augusto (América-MG). Ronald, Guilherme Romão, Jeferson e Raniele (Botafogo).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).