Publicidade
Agências do Trabalhador e Sine

Ano começa com 3,2 mil vagas de empregos abertas no Paraná

Agências do Trabalhador administram vagas de trabalho no Estado
Agências do Trabalhador administram vagas de trabalho no Estado (Foto: José Fernando Ogura/ANPr)

Após o recesso de fim de ano, as Agências do Trabalhador do Paraná estão retomando os trabalhos de acordo com o calendário de cada cidade. Hoje, no Paraná, nas agências administradas pelo convênio direto entre os Governos do Estado e Federal, estão disponíveis quase 3,2 mil vagas de emprego. Destas, cerca de 650 são para Curitiba e região metropolitana.
No Estado, existem duas formas de convênio envolvendo Postos de Atendimento ao Trabalhador (SINE/PR).
Na parceria entre Governo do Paraná e Ministério do Trabalho, a administração das Agências do Trabalhador é de responsabilidade do Estado, que utiliza a mão de obra do município para os atendimentos.
Ao todo, são 216 agências que fazem parte dessa forma de acordo e que estão retomando os atendimentos conforme o calendário municipal.
Para as cidades com mais de 200 mil habitantes, o convênio é feito diretamente entre os municípios e o Ministério do Trabalho. Londrina, Maringá e Ponta Grossa fazem parte da gestão municipalizada. Em Curitiba, as agências instaladas nas Ruas da Cidadania são de responsabilidade da prefeitura.
O Paraná ocupa o quarto lugar no ranking nacional de geração de empregos, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados pelo Ministério do Trabalho. Até novembro do ano passado, o Estado havia gerado 61.556 novas vagas de trabalho, descontadas as demissões e contratações.
Trabalha Brasil
Mas, o site Trabalha Brasil, um classificado online de vagas que promove o contato direto entre quem está procurando emprego e quem está contratando, eram, até ontem, 60.758 vagas no Paraná neste início de ano. Em Curitiba eram 24.754 vagas. O Paraná aparecia atrás apenas de São Paulo (149.421 vagas) e do Rio de Janeiro (93.737).


Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES