Contas públicas

Apesar do Covid-19, prefeitura de Curitiba tem superávit de R$ 587 milhões

Segundo prefeitura, até o final do ano, a perda de arrecadação deve ultrapassar R$ 600 milhões
Segundo prefeitura, até o final do ano, a perda de arrecadação deve ultrapassar R$ 600 milhões (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)

Balanço apresentado hoje pelo secretário municipal de Finanças de Curitiba, Vitor Puppi, em audiência pública, hoje, na Câmara de Vereadores apontou que, apesar da crise econômica provocada pela pandemia do Covid-19, a prefeitura da Capital fechou o segundo quadrimestre de 2020 com um superávit de R$ 587,9 milhões. Mesmo assim, segundo Puppi afirmou o Executivo deve fechar o ano com uma perda de arrecadação de R$ 659 milhões em função da desaceleração econômica causada pela pandemia.

“Estamos atravessando a maior crise de arrecadação que a cidade já viu”, alertou. A expectativa revisa para cima a projeção feita em maio, de que a frustração de receita seria de R$ 647 milhões. O tributo mais impactado é o Imposto Sobre Serviços (ISS), que depende do ritmo da atividade econômica e “sofreu” com o fechamento temporário de muitos estabelecimentos, no auge da crise sanitária. Segundo o secretário, “mais de sete milhões de notas fiscais deixaram de ser emitidas” e a projeção é que, no ano, a arrecadação, em relação ao previsto na Lei Orçamentária Anual, seja de R$ 141 milhões a menos.

Leia mais no blog Política em Debate