Publicidade
Menor Preço

Aplicativo mostra onde os consumidores podem pagar menos em suas compras

Criado no âmbito do programa Nota Paraná, app permite a comparação e consulta do preço de milhões de produtos e com atualização em tempo real
Aplicativo mostra onde os consumidores podem pagar menos em suas compras
(Foto: Reprodução)

Criado no âmbito do programa de cidadania fiscal Nota Paraná, o aplicativo Menor Preço tem como intuito facilitar a vida do consumidor, ajudando-o a pagar menos em suas compras. Para tanto, o app, disponível gratuitamente nas plataformas Android e iOS, permite a consulta e comparação do preço de milhões de produtos de milhares de estabelecimentos comerciais.
Desenvolvido em 2016 pela Celepar a pedido da Secretaria de Estado da Fazenda, o Menor Preço já soma 1.063.860 downloads desde sua criação. Tamanho sucesso fez com que outros estados adotassem as iniciativas, casos do Espírito Santo e Pernambuco. Além disso, outros quatro estados já demonstraram interesse no aplicativo.
Com o Menor Preço os consumidores podem pesquisar os preços de produtos nos três estados que já aderiram. O próprio sistema, então, compara os valores cobrados pelos estabelecimentos que emitem nota fiscal e apresenta o mais barato ao usuário. As informações são atualizadas em tempo real, a cada vez que uma nota fiscal é emitida.
Para fazer o comparativo, basta que o usuário faça a leitura do código de barras do produto que pretende pesquisas ou então que ele simplesmente digite o nome do que procura no campo de busca. O aplicativo também fornece o mapa de localização, o endereço e o trajeto até o estabelecimento escolhido pelo cliente.

IPVA
Usuários cadastrados no programa Nota Paraná já podem utilizar os créditos que acumularam durante o ano para o pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). A opção de transferência, que possibilita o pagamento total ou parcial do imposto (sem limite de valor a ser utilizado), fica disponível até o dia 31 de novembro. Para efetuar o pagamento, basta acessar sua conta no Nota Paraná e clicar na aba “minha conta-corrente”. Em seguida, clique na opção “Transferir crédito para pagamento de IPVA - Exercício 2019” e selecione quais veículos terão o IPVA abatido, listando os valores que deseja destinar. 

App do Nota Paraná
Outra facilidade disponível aos participantes do Nota Paraná é o aplicativo do próprio programa, disponível gratuitamente para Android e iOS. Com mais de 2 milhões de downloads, o app permite acompanhar o placar com suas notas e créditos,  efetuar resgates para conta bancária e poupança, transferir crédito para pagar o IPVA e acompanhar os sorteios, entre ouras coisas. Para baixá-lo, basta acessar a App Store ou o Google Play, procurar por “Nota Paraná” e realizar o download do aplicativo. Para acessar as funcionalidades, é necessário já ter cadastro no Nota Paraná (www.notaparana.pr.gov.br).

Como participar
Para participar do Nota Paraná, basta o consumidor pedir a nota fiscal com seu CPF ao adquirir mercadorias e produtos em estabelecimentos no Paraná. Para consultar ou utilizar os créditos gerados a partir das compras e participar de sorteios, basta acessar o site do programa (www.notaparana.pr.gov.br) e efetuar seu cadastro selecionando a aba “Cadastre-se”.

Sorteios
Toda a primeira compra realizada num mês gera um bilhete para os sorteios, realizados mensalmente. Depois, a cada R$ 50 em notas fiscais o consumidor tem direito a um novo bilhete. Os prêmios de cada sorteio variam de R$ 10 a R$ 50 mil. Além disso, o governo ainda devolve ao consumidor 30% do ICMS recolhido pelo lojista.

Instituições sociais
Programas e projetos sociais contam com a ajuda do Nota Paraná para manterem suas atividades. Desde 2016 o programa conta com a opção de doação de notas fiscais às entidades não governamentais. Já são 1.235 instituições beneficiadas com R$ 98 milhões.

Destaque
Lançado no 2º semestre de 2015, o Nota Paraná conta com cerca de 2,3 milhões de cadastros e já liberou mais de R$ 1,1 bilhão aos participantes (contando a restituição do ICMS e prêmios em dinheiro dos sorteios).

DESTAQUES DOS EDITORES