Publicidade
Segurança

Após derrota, diretor do Coritiba defende Louzer e critica o Londrina

Pastana
Pastana (Foto: Geraldo Bubniak)

O diretor de futebol do Coritiba, Rodrigo Pastana, concedeu entrevista coletiva no Estádio do Café, nesse sábado (dia 14), logo após a derrota para o Londrina. “Vim aqui para lamentar a falta de segurança. Isso não acontece no Couto Pereira com nenhum visitante. A gente pede pra CBF tomar uma posição porque não pode acontecer de um supervisor ficar atrás do nosso gol e insultar os nossos jogadores. É lamentável o que aconteceu aqui, e no nosso camarote. Agressão verbal, física, empurrões, chutes no vidro... O vidro não quebrou por sorte, poderia ter acontecido um mal pior. As autoridades precisam tomar providências”, criticou, afirmando que vai reportar as falhas de segurança à CBF.

Em relação à derrota, Pastana defendeu o trabalho do técnico Umberto Louzer. ”Quando ficamos dez jogos invictos, dissemos que esse é um campeonato de regularidade. Agora estamos oscilando de bobeira. Estamos perdendo em erros individuais. Isso não tem a ver com o trabalho diário. O trabalho diário dele (Louzer) é muito bom. Erro individual a gente não prevê”, declarou o diretor.

Sobre a possibilidade de contratar reforços, Pastana se esquivou. “Só tratamos internamente”, afirmou.

Perguntado sobre as falhas de Thalisson Kelven e Vitor Carvalho, o diretor também evitou críticas. “Tem que tomar cuidado quando exorciza um atleta”, disse. “O Thalisson Kelven vinha jogando bem na partida”, comentou. “Os dois já fizeram bons jogos pelo Coritiba”, argumentou.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES