Após empate com lanterna, gremistas negam tratar Brasileirão com indiferença

Com sucesso na disputa de mata-matas nos últimos anos, o Grêmio de Renato Gaúcho já deixou o Brasileirão de lado em alguns momentos para focar a Copa Libertadores ou a Copa do Brasil. Apesar disso, o treinador garante que a oscilação de rendimento da equipe na Série A não é causada por uma suposta indiferença em relação à competição. O time, novamente, usou um time praticamente reserva para este jogo.

Questionado sobre isso após o empate sem gols com o vice-lanterna CSA, na noite desta segunda-feira, ele garantiu que o time estava focado. "O Grêmio veio para ganhar, mas não fez uma grande partida. Nas poucas chances que nós criamos, tomamos a decisão errada. Isso nos prejudicou e por isso a gente sai daqui apenas com um ponto. Agora é continuar o trabalho e pensar na Libertadores", afirmou o treinador, que teve a posição reforçada pelo coro dos atletas.

"O Grêmio prioriza, sim, o Campeonato Brasileiro, não é à toa que estávamos em uma situação bem complicada e conseguimos reverter antes da Copa América. A gente voltou com foco maior nas três competições. Hoje jogamos para ganhar, levamos um ponto fora de casa isso foi importante", disse Juninho Capixaba na saída do gramado.

Com o empate em Maceió, o Grêmio segue na parte intermediária da tabela, em 11º lugar, com 16 pontos. O time gaúcho volta a campo na próxima quinta-feira, quando decide as oitavas de final da Libertadores contra o Libertad, no Paraguai, depois de vencer por 2 a 0 na rodada de ida, em Porto Alegre (RS).