Após empate, Milena Titoneli vai às quartas do tae kwon do em decisão dos juízes

Em uma bela e dura luta, a brasileira Milena Titoneli está nas quartas de final da categoria até 67 kg do tae kwon do. Avançou na decisão dos juízes após empatar a luta após três rounds, por 8 a 8, e depois no round extra de desempate, com 1 a 1, diante de Julyana Al-Sadeq, da Jordânia. Volta a lutar às 2h30, pelo horário de Brasília, com a croata Matea Jélic.

O tae kwon do registra um ponto com os socos, dois com chutes e três em chutes na cabeça. E Milena mostrou ótimo poder de reação no combate, ao ficar sempre atrás do marcador, para seguir às quartas e manter vivo o sonho do ouro olímpico.

No último round, por exemplo, Al-Sadeq abriu 8 a 6 ao acertar chute rodado com 30 segundos para o fim. A atleta da Jordânia tentou segurar a vantagem e Milena diminuiu. Com soco restando um segundo, levou o duelo para o round de desempate. Quem fizesse dois pontos primeiro avançaria.

Al-Sadeq voltou a abrir vantagem, mas a brasileira empatou com soco e ainda lamentou a não pontuação de outro golpe no fim. Na definição dos juízes, porém, foi escolhida a vencedora e segue bem na disputa por uma medalha.

Já o brasileiro Ícaro Miguel não teve chances diante do italiano Simone Alessio, o melhor do mundo. Completamente dominado na luta, foi declarado perdedor por interrupção antes de o terceiro round da categoria até 80 kg acabar, quando levou duro golpe no rosto. Naquele momento, perdia por 22 a 3, sofrendo com os chutes na cabeça. A envergadura do italiano, bem mais alto, fez a diferença.

No tae kwon do, os derrotados voltam para a repescagem e sonham em disputa do bronze caso sejam derrotados por um finalista. Caso seja liberado pelos médicos, o mineiro de 26 anos torcerá para o italiano confirmar o favoritismo e chegar à decisão do ouro para retornar à disputa para buscar o bronze.