Publicidade
Criatividade

As boas novas que vêm do Minas Trend

Está no ar a 24ª edição do Minas Trend, uma das mais importantes semanas de moda nacionais, que acontece até dia 12, no Expominas, em Belo Horizonte (MG). Por aqui, criatividade, inovação, salão de negócios, tendências, gastronomia, exposições e uma programação cultural intensa aparecem como alternativa econômica viável e de reflexão para encarar nossos tempos bicudos. Com a temática “Em Dias de Sol”, o evento traz para o setor a missão de promover novos e ensolarados dias para o cenário nacional. Como isso? “Nós estamos diante de um paredão de dificuldades no Brasil. Só a arte, a moda, a economia criativa vão nos ajudar a subir neste muro e voar”, comentou durante a coletiva de imprensa nesta terça (9), o diretor-criativo do evento, Ronaldo Fraga.

Além de toda a concepção artística do evento, o estilista assinou o desfile de abertura “Design de Autor”, que integrou 17 marcas autorais locais, por meio de uma linguagem poética, que apontou a diversidade e a originalidade da moda mineira. Tudo isso acompanhado da trilha sonora feita ao vivo pelo violoncelista Jaques Morelenbaum, a cantora Zélia Duncan, com repertório irretocável do mineiro Milton Nascimento. As marcas que desfilaram foram A.Gots, Anne Est Folle, Camila Akemi, Candê, Carlos Penna, Fe-Lis, Jardin, Jessica Andrade, Libertees, m.AKT, Miêtta, Moon, Nouveau Jour, Nuu Shoes, Pauzzi, Victoria e Virginia Barros.

Em números
“Criativa, inovadora e tecnológica - sobretudo, inclusiva e transformadora. É assim a indústria da moda que queremos mostrar à sociedade”, diz Flávio Roscoe, presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG), que realiza o evento. Segundo ele, os setores têxtil e de vestuário têm expectativa de crescimento em 2019. Presentes em todas as regiões do estado, esses setores são estratégicos na geração de empregos (é a segunda cadeia que mais emprega em Minas Gerais), principalmente na contratação de mulheres.


Segundo a FIEMG, há em Minas Gerais 9.750 empresas na cadeia produtiva da indústria da moda, que empregam mais de 125 mil pessoas. Todas elas estarão representadas no evento, incluindo vestuário, têxtil, bolsas e calçados, joias e bijuterias. O número de empresas mineiras representa, hoje, 13,5% do segmento em todo o país. Uma novidade é que, agora, o evento pretende abrir a participação de empresas do ramo da beleza no salão de negócios.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES