Publicidade
Projetos

Assembleia vota propostas de Beto Richa para professores e funcionários da educação

A Assembleia Legislativa do Paraná votará nesta quarta-feira (24) dois projetos encaminhados pelo governador Beto Richa que marcam avanços históricos para profissionais da educação. Um dos projetos garante a ampliação da hora-atividade para os professores e, o outro, incorpora no Plano de Cargos e Salários dos Funcionários das escolas da rede estadual o direito a progressões.

As leis vão assegurar avanços merecidos pela dedicação, o trabalho e o compromisso da categoria com a qualidade do ensino oferecido aos nossos alunos, destaca o governador Beto Richa.

A proposta da hora-atividade altera o artigo do Plano de Carreira do Quadro Próprio do Magistério do Paraná para o texto da legislação nacional (11.738/2008), que define que em um terço (33,3%) da carga horária o professor passe sem interação com o aluno. 

Para avançarmos na qualidade da educação é fundamental reservar tempo no horário de trabalho para que os professores repensem práticas, tirem suas dúvidas e planejem a ação pedagógica, tendo como foco o aluno e seu aprendizado. É isso que o Governo do Estado está propondo com essa alteração de lei, destaca o vice-governador e secretário da Educação, Flávio Arns.

AVANÇOS - A Secretaria de Estado da Educação tem aumentando a hora-atividade dos professores, que saíram de quatro aulas semanais em 2010 para cinco aulas semanais em fevereiro de 2013. 

No decorrer deste ano, a hora-atividade aumentará ainda mais. Das 20 horas-aula semanais, os professores passarão a contar com o tempo de seis aulas exclusivo para planejamento de trabalho, atendimento aos familiares, pesquisa e outras atividades que precisam ser feitas fora de sala de aula, mas dentro da escola. 

A ideia é que a ampliação da jornada extraclasse acrescente qualidade, atualidade e profundidade aos conteúdos trabalhados pelos professores em sala de aula, afirma Arns.

Além da hora-atividade, o Governo do Estado garantiu aumento salarial de quase 35% para professores e pedagogos entre 2011 e 2012. Outro compromisso que vem sendo cumprido é da equiparação salarial do magistério com os demais com os demais técnicos de nível superior do Estado. Com a próxima data base da categoria, os professores terão novo aumento salarial.

FUNCIONÁRIOS - A Assembleia também votará as adequações propostas pelo Governo para o Plano de Carreira dos Funcionários da Educação Básica. A medida dá direito a promoções na carreira dos funcionários das escolas estaduais que prestam serviços de apoio e administrativo.

DESTAQUES DOS EDITORES