Publicidade
Na Arena da Baixada

Athletico enfrenta os gringos mais velhos da Libertadores 2019

O argentino Cristian Cháves: 142 jogos com a camisa do Boca Juniors
O argentino Cristian Cháves: 142 jogos com a camisa do Boca Juniors (Foto: Reprodução/twitter.com/Wilstermann)

O Athletico Paranaense recebe nesta quinta-feira (dia 14) às 21 horas, na Arena da Baixada, o Jorge Wilstermann, da Bolívia, pela segunda rodada da fase de grupos Copa Libertadores 2019. O time paranaense está em quarto (e último) lugar do Grupo G, sem nenhum ponto. O Boca Juniors lidera essa chave, com quatro pontos em dois jogos, seguido pelo Tolima, com três pontos em dois jogos. O Wilstermann tem um ponto em um jogo.

O adversário do Furacão nessa quarta-feira é um time experiente, com a segunda maior média de idade da Libertadores 2019. O cálculo considera apenas os 11 titulares em campo. O Jorge Wilstermann usou uma equipe com média de 31,1 anos. É o time estrangeiro mais velho da competição, já que o líder nesse quesito é o Cruzeiro, do Brasil, com 31,7 anos.

Como comparação, o Athletico vai entrar em campo com média de idade de 26,5 anos nesta quarta-feira.

Dos 11 titulares do Jorge Wilstermann, oito já passaram a marca dos 30 anos. O mais jovem é o lateral-esquerdo Aponte, de 26 anos. Veja quem são os 11 titulares do clube boliviano:

GOLEIRO: Arnaldo Giménez 32 anos (paraguaio)
ex-Olímpia-PAR

LATERAL-DIREITO: Melean 31 anos (boliviano)
18 jogos pela seleção

ZAGUEIRO: Alex Silva 34 anos (brasileiro)
2 jogos pela seleção / campeão da Copa América 2007 / ex-São Paulo / 3 títulos do Brasileirão

ZAGUEIRO: Zenteno 34 anos (boliviano)
37 jogos pela seleção

LATERAL-ESQUERDO: Aponte 26 anos (boliviano)
um jogo pela seleção

VOLANTE: Jorge Ortíz, 34 anos (boliviano)
1 jogo pela seleção

VOLANTE: Fernando Saucedo, 28 anos (boliviano)
5 jogos pela seleção

MEIA-DIREITA: Ariel Núñez, 30 anos (paraguaio)
7 jogos e 2 gols pela seleção / 28 jogos e 8 gols na história da Libertadores

MEIA: Cristian Cháves 32 anos (argentino)
4 jogos e 1 gol pela seleção / 142 jogos e 10 gols pelo Boca Juniors (2006-12)

MEIA-ESQUERDA: Serginho 34 anos (brasileiro)
ex-Botafogo-SP / 67 jogos e 20 gols pelo J.Wilstermann

CENTROAVANTE: Lucas Gaúcho 27 anos (brasileiro)
ex-São Paulo / 55 jogos e 19 gols pelo J.Wilstermann


O técnico do clube boliviano é o espanhol Miguel Ángel Portugal, 63 anos, que está no clube desde janeiro, somando 15 jogos, cinco vitórias, três empates e quatro derrotas. O time está em quinto lugar no atual campeonato boliviano. Portugal comandou o Athletico em 2014 e fracassou na Libertadores daquele ano – o clube paranaense não passou da fase de grupos. No total, o espanhol comandou o Furacão em cinco vitórias, dois empates e seis derrotas.

Em relação ao retrospecto, o Jorge Wilstermann tem dificuldades quando joga fora de casa. O clube nunca venceu no Brasil em competições da Conmebol – clique aqui saber mais.

Fundado em 1949, o clube boliviano surgiu de um grupo de trabalhadores da empresa aérea Lloyd Aéreo Boliviano, com objetivo de competir em futebol, tênis e xadrez. Quatro anos depois, em 1953, o nome foi alterado para Club Deportivo Jorge Wilstermann em homenagem ao primeiro piloto comercial da Bolívia.

O Jorge Wilstermann é o terceiro maior campeão da primeira divisão da Bolíviano, com 14 títulos – fica atrás do Bolívar (28 títulos) e do The Strongest (15).

Em competições internacionais, o Wilstermann já disputou 19 edições da Libertadores. Sua melhor campanha foi em 1981, chegando à semifinal em 1981.

DESTAQUES DOS EDITORES