4 a 2

Athletico faz valer a ‘lei do ex’, atropela o Grêmio e encosta novamente na briga pela Libertadores

(Foto: Franklin de Freitas)
(Foto: Franklin de Freitas)
(Foto: Franklin de Freitas)
(Foto: Franklin de Freitas)
(Foto: Franklin de Freitas)
(Foto: Franklin de Freitas)
(Foto: Franklin de Freitas)
(Foto: Franklin de Freitas)
(Foto: Franklin de Freitas)
(Foto: Franklin de Freitas)
(Foto: Franklin de Freitas)
(Foto: Franklin de Freitas)
(Foto: Franklin de Freitas)

Após amargar um período de sete jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro, o Athletico está firme novamente na briga por uma vaga na próxima Copa Libertadores. Jogando neste domingo (26 de setembro) na Arena da Baixada, a equipe comandada por Paulo Autuori conseguiu se impor diante do Grêmio, mesmo com uma escalação alternativa, e venceu o time titular de Felipão por 4 a 2. Pedro Rocha, fazendo valer a lei do ex, foi quem marcou os dois primeiros tentos do rubro-negro, ainda na etapa inicial, enquanto Renato Kayser ampliou a vantagem atleticana com mais dois gols no segundo tempo. Thiago Santos e Vanderson, também na segunda etapa, fizeram os ‘gols de honra’ gremista.

LEIA MAIS: Renato Kayser e Pedro Rocha marcam dois gols cada e são os destaques. Confira as atuações do Furacão

LEIA MAIS: Bruno Lazaroni elogia elenco do Athletico por vitória diante do Grêmio e prevê jogo ‘dificílimo’ contra o Peñarol, pela Sul-Americana

Com mais esse triunfo, o Furacão engata a quarta vitória consecutiva na temporada. Antes, havia vencido o Santos por 1 a 0 na Vila Belmiro, no jogo de volta pelas quartas de final da Copa do Brasil; no último final de semana superou o Juventude por 2 a 1, pelo Brasileirão; e no meio de semana ainda o Peñarol, do Uruguai, pelo mesmo placar, na partida de ida das semifinais da Copa Sul-Americana. O jogo de volta contra os uruguaios será nesta quinta-feira (dia 30), na Arena da Baixada.

Com 30 pontos somados em 21 rodadas da Série B, o Athletico aparece hoje na 9ª colocação, dois pontos atrás de Fluminense (8º) e Internacional (7º) e a três de distância de Corinthians e Bragantino (6º e 5º lugar, respectivamente). O Grêmio, por sua vez, segue na zona de rebaixamento, em 18º lugar (antepenúltimo) com 22 pontos somados em 20 rodadas.

ESCALAÇÕES

Em relação à vitória do meio de semana, contra o Peñarol (URU), seis mudanças no time do Furacão, que entrou em campo, basicamente, com um time alternativo.

Nas alas, Khellven e Nicolas foram as apostas de Paulo Autuori para suprir as saídas de Marcinho e Abner. Na zaga, Lucas Frasson ficou com o lugar de Pedro Henrique, enquanto Léo Cittadini herdou a posição de Erick (suspenso por ter tomado o 3º cartão amarelo) nbo meio-de campo. Já no setor ofensivo, o meia-atacante Pedro Rocha e o atacante Renato Kayser substituíram David Terans e Bissoli.

Do lado gremista, o técnico Felipão repetiu a escalação da equipe que no domingo passado (19 de setembro) venceu o Flamengo em pleno Maracanã, por 1 a 0. A principal novidade da equipe estava no banco de reservas: o meia-atacante Douglas Costa, recuperado de lesão.

PRIMEIRO TEMPO

Variando entre o 5-4-1 (fase defensiva) e o 3-4-3 (fase ofensiva), o Athletico foi muito agressivo na marcação desde os minutos iniciais, pressionando forte o Grêmio desde a saída de bola. Com dificuldade para superar a marcação adversária nos primeiros momentos, porém, a equipe apelou para os cruzamentos e foi, inicialmente, pouco eficaz.

Até que a pressão alta surtiu efeito, aos 30 minutos, quando o zagueiro Ruan foi desarmado na entrada da área gremista, o que permitiu a Renato Kayser pifar Pedro Rocha, que fez valer a lei do ex na Arena da Baixada – ele jogou no tricolor gaúcho entre 2014 e 2017, quando explodiu como uma grande promessa do futebol brasileiro.

Em desvantagem, o Grêmio pouco fez para buscar o empate e acabou sendo castigado novamente já nos minutos finais da etapa inicial, quando Nikão escapou pela direita da marcação e fez um cruzamento na medida para Pedro Rocha, de novo ele, desviar de cabeça e ampliar o placar para 2 a 0.

SUBSTITUIÇÕES

Logo na volta do intervalo, as duas primeiras mudanças de Felipão, que apostou no atacante Léo Pereira no lugar do volante Lucas Silva e no meia-atacante Douglas Costa substituindo Alisson. Aos 35, foi vez de Darlan e Mateus Sarará entrarem nas vagas de Villasanti e Thiago Santos.

Paulo Autuori, por sua vez, fez as primeiras substituições no Furacão aos 32 minutos do 2º tempo, com o lateral Marcinho e o atacante Bissoli substituindo Khellven e Renato Kayser. Aos 35, Carlos Eduardo e Nico Hernández entraram nos lugares de Pedro Rocha e Thiago Heleno e aos 38, por fim, Christian substituiu Richard.

SEGUNDO TEMPO

Com a porteira gremista aberta, o Athletico tratou de transformar a vitória em goleada na etapa final. Aos 10 minutos, mais um cruzamento certeiro, desta vez de Khellven, e um cabeceio firme de Khellven: 3 a 0.

O Grêmio ainda tentou esboçar uma reação e descontou com Thiago Santos, aos 13, mas foi vítima de um verdadeiro balde de gelo dois minutos depois, quando Khellven apareceu bem novamente no campo de ataque e deu outra assistência para Renato Kayser anotar o 4 a 1.

Aos 33, quase que Nikão ainda marca um belo gol em chute de fora da área, mas a bola parou no travessão.

Foi o Grêmio, então, quem acabou voltando a balançar as redes, aos 38, em um cruzamento de Vanderson que acabou indo direto para o gol - Santos ainda chegou a tocar na bola, mas não conseguiu evitar o tento.

FICHA TÉCNICA

Athletico 4 x 2 Grêmio

Athletico: Santos; Zé Ivaldo, Thiago Heleno (Nico Hernández) e Lucas Fasson; Khellven (Marcinho), Richard (Christian), Leo Cittadini e Nicolas; Nikão, Renato Kayser (Bissoli) e Pedro Rocha (Carlos Eduardo). Técnico: Paulo Autuori
Grêmio: Gabriel Chapecó; Vanderson, Ruan, Rodrigues e Rafinha; Thiago Santos (Mateus Sarará), Lucas Silva (Léo Pereira) e Villasanti (Darlan); Alisson (Douglas Costa), Borja e Ferreira. Técnico: Felipão
Gols: Pedro Rocha (30 e 46-1º), Renato Kayser (10 e 15-2º), Thiago Santos (13-2º) e Vanderson (38-2º)
Cartões amarelos: Ruan, Borja, Douglas Costa, Rafinha e Mateus Sarará (G)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Local: Arena da Baixada, em Curitiba, domingo (26 de setembro), às 18h15

PRINCIPAIS LANCES

Primeiro tempo

5 - Cruzamento de Khellven para Renato Kayser, que mergulha e cabeceia com perigo, para fora.

8 – Bola cruzada na área, zagueiro do Athletico cabeceia e a bola passa por cima do gol.

11 – Chute de longe de Nikão e Gabriel Chapecó faz uma defesa segura.

18 – Grêmio recupera a bola na intermediária. Rodrigues vai avançando e arrisca um chute de longa de distância, que passa ao lado e longe do gol.

30 - Gol do Athletico! Ruan perde a bola na entrada da área do Grêmio. Pedro Rocha trama com Renato Kayser, invade a grande área e chuta cruzado no canto esquerdo do goleiro, que não teve chance.

36 – Cruzamento da esquerda. Renato Kayser antecipa a marcação na primeira trave e cabeceia firme, ao lado do gol.

46 – Gol do Athletico! Lançamento do campo de defesa para Nikão, que aparece bem, aberto pela direita. O meia-atacante se aproxima da área e cruza na medida para Pedro Rocha, que vence a disputa com Ruan e desvia a bola de cabeça, para o fundo do gol.

Segundo tempo

10 - Gol do Athletico! Khellven recebe na direita, apara a bola, olha para a área e cruza na cabeça de Renato Kayser, que testa firme para o fundo da rede.

13 – Gol do Grêmio! Cobrança de escanteio de Vanderson, Thiago Santos sobe bem na pequena área e cabeceia para descontar a vantagem rubro-negra.

15 - Gol do Athletico! Richard avança pela direita e dá um toque de letra, que desmonta a defesa, para Khellven. O lateral invade a área adversária em velocidade, se aproxima da linha de fundo e toca para trás, para Renato Kayser, livre, chegar batendo.

33 – Nikão recebe na intermediária. Livre, ele ajeita a bola, prepara o corpo e chuta firme. A bola toca caprichosamente no travessão e vai para fora.

38 - Gol do Grêmio! Douglas Costa toca para a passagem de Vanderson. O lateral invade a área, se aproxima da linha de fundo e cruza forte. A bola vai direto para o gol e acaba entrando - o goleiro Santos chegou a tocar nela, mas não conseguiu salvar o lance.

45 - Darlan toca para Ferreira, que chuta firme para o gol. Santos espalma e evita o terceiro gol do Grêmio.