Libertadores

Athletico-PR busca superar surto de covid-19 e River para avançar na Libertadores

(Foto: Fabio Wosniak / site oficial do Athletico)

Precisando superar uma série de desfalques para avançar na Copa Libertadores - a maioria deles provocado por um surto de covid-19 -, o Athletico Paranaense enfrenta o River Plate, às 19h15 desta terça-feira, em Avellaneda, na Argentina, pelo confronto de volta das oitavas de final.

Na partida de ida, realizada na terça-feira passada, na Arena da Baixada, em Curitiba, houve empate por 1 a 1. Isso significa que os argentinos avançam com o 0 a 0, enquanto os brasileiros passam de fase com qualquer igualdade a partir do 2 a 2 pelo critério de desempate do gol fora. Caso o resultado se repita (1 a 1), haverá disputa de pênaltis. Quem vencer, obviamente, estará classificado.

Independiente del Valle ou Nacional do Uruguai será o adversário nas quartas de final. No primeiro encontro, na quarta-feira, no Casa Blanca, em Quito, no Equador, nada de gols. O encontro decisivo acontece às 19h15 de quarta-feira, no Parque Central, em Montevidéu.

O Athletico-PR soma 15 desfalques. Os goleiros Santos, Jandrei e Léo Linck, o lateral-direito Khellven, os zagueiros Felipe Aguilar e Zé Ivaldo, o lateral-esquerdo Abner, o volante Alvarado, o meia Fernando Canesin, o meia-atacante Nikão e o atacante Geuvânio foram diagnosticados com a covid-19.

Enquanto isso, o atacante Reinaldo foi expulso no duelo de ida. Já o lateral-direito Jonathan, o lateral-esquerdo Márcio Azevedo e o atacante Vitinho estão se recuperando de lesão.

"Temos que ter uma resposta, uma capacidade de sofrimento e espírito de sacrifício muito grande para superar o desgaste físico e mental. É ter tranquilidade para não perder a capacidade de pensar e ter lucidez para ter as decisões mais acertadas", declarou o técnico Paulo Autuori, após derrota, por 3 a 0, para o Palmeiras, pelo Campeonato Brasileiro, no qual o time luta contra o rebaixamento.

O River Plate tem praticamente todo o elenco à disposição. A única baixa é o meia-atacante Cristian Ferreira, com uma lesão no reto femoral da coxa da perna esquerda. Além disso, Franco Armani, Milton Casco, Paulo Díaz, Gonzalo Montiel, Enzo Pérez, Ignacio Fernández, Rafael Borré e Matías Suárez, que ou foram poupados ou entraram no decorrer da vitória, por 2 a 0, sobre o Rosario Central, pela Copa Maradona, estão de volta.

"Isso nos dá a tranquilidade de saber que estamos indo bem. Agora, você tem que pensar na terça-feira, que vai ser difícil. Cada vez que os anos passam, gosto mais (de estar no River Plate). Nós nos encontramos muito com (o técnico Marcelo) Gallardo. Aqui encontrei o meu lugar, onde existe harmonia e sou feliz", afirmou Leonardo Ponzio, meio-campista e capitão, de 38 anos, do River Plate.

FICHA TÉCNICA

RIVER PLATE X ATHLETICO-PR

RIVER PLATE - Franco Armani; Gonzalo Montiel, Paulo Díaz, Javier Pinola e Milton Casco; Santiago Sosa, Enzo Pérez e Nicolás De La Cruz; Ignacio Fernández; Rafael Borré e Matías Suárez. Técnico: Marcelo Gallardo.

ATHLETICO-PR - Bento; Erick, Thiago Heleno, Pedro Henrique e João Victor; Wellington, Richard, Christian e Léo Cittadini; Carlos Eduardo (Walter) e Renato Kayser. Técnico: Paulo Autuori.

ÁRBITRO - Jesus Valenzuela (Venezuela).

LOCAL - Estádio Libertadores de América, em Avellaneda (Argentina).