Assine e navegue sem anúncios [+]
Copa Sul-Americana

Atlético pode mudar escalação para enfrentar argentinos em ascensão

Fernando Diniz
Fernando Diniz (Foto: Geraldo Bubniak)

O Atlético Paranaense volta a jogar na quinta-feira (dia 10) às 19h15, quando vai a Rosário, na Argentina, para enfrentar o Newell´s Old Boys, na partida de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana. No jogo de ida, o time brasileiro fez 3 a 0 na Arena da Baixada e agora fica com a vaga mesmo se perder por dois gols de diferença. 

O técnico Fernando Diniz afirmou que pode poupar alguns titulares na partida, devido ao desgaste físico e à sequência de jogos nas próximas semanas. “Vamos estudar ainda, provavelmente a gente poupe, mas não sei se na Sul-Americana ou no jogo contra o Atlético-MG (domingo). Vamos levar o time mais competitivo que pudermos para jogar na Argentina e depois vamos pensar no Galo”, declarou, após a derrota para o Palmeiras, no domingo (dia 6).

O zagueiro Paulo André, que não enfrentou o Palmeiras, devido a dores nas costas, segue como dúvida. No domingo, ele foi substituído por Zé Ivaldo. “Para quinta não me preocupa tanto. A lombalgia que ele tem é de três a cinco dias para poder analisar a situação”, explicou o técnico. 

A provável escalação para quinta-feira é Santos; Pavez (Wanderson), José Ivaldo (Paulo André) e Thiago Heleno; Rossetto (Jonathan), Lucho González (Bruno Guimarães), Camacho (Deivid) e Renan Lodi; Nikão (Marcinho), Guilherme (Bergson) e Pablo (Ederson).

Se o Atlético tem dúvidas na escalação, o Newell´s virá com força máxima. A exceção é o craque do time, o meia Sarmiento (4 gols, 4 assistências, 18 jogos no campeonato nacional). O jogador sofreu uma lesão e não tem previsão de retorno. Ele já não enfrentou o Furacão na Arena. 

O Newell´s mostrou sinais de evolução depois de perder para o Atlético. Desde então, disputou quatro partidas no Argentino: venceu o Talleres (2 a 1) e o Defensa y Justicia (1 a 0); e perdeu para Boca Juniors (3 a 1) e Independiente (1 a 0). Nas derrotas contra os dois adversários tradicionais, o Newell´s apresentou aspectos positivos. Contra o Boca, finalizou mais vezes que o rival (10 a 7). Contra o Independiente, teve mais arremates (19 a 12) e mais posse de bola (63%). 

Nesses quatro jogos, o técnico Omar de Felippe usou quatro esquemas táticos diferentes: o 4-4-2 em linha, o 4-3-1-2, o 4-1-4-1 e o 4-2-3-1. Ou seja, um desafio a mais para a comissão técnica do Atlético tentar planejar o encaixe da marcação para a partida de quinta-feira. 

No último jogo, no sábado, Omar de Felippe ficou empolgado com o bom futebol da equipe na vitória sobre o Defensa. “Os jogadores fizeram um jogo bárbaro”, afirmou. O treinador já soma quatro vitórias, um empate e três derrotas no comando da equipe. O Newell´s está em 20º lugar no campeonato argentino, entre os 28 participantes. Somou oito vitórias, seis empates e 12 derrotas.

Assine e navegue sem anúncios [+]

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. OK