Publicidade
Memória

Atos lembram um ano da morte de Marielle

A cidade do Rio amanheceu tomada de homenagens à vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada há exatamente um ano juntamente com o motorista Anderson Gomes. No local do crime, no centro da capital, nas escadarias da Câmara dos Vereadores, no Complexo da Maré, por todo lado se viam flores e manifestantes entoando palavras de ordem.
“Há 365 dias atrás nós dormimos abraçadas pela última vez”, escreveu a companheira de Marielle, a ativista Mônica Benício, em uma rede social.
Logo cedo, nas primeiras horas da manhã, no “Amanhecer com Marielle”, várias faixas e flores foram depositadas no local do crime, onde o carro da vereadora foi alvejado, no Estácio. Na escadaria da Câmara dos Vereadores, mulheres em pernas de pau estenderam uma faixa com os dizeres “Marielle Gigante”. Nas escadarias do Palácio Tiradentes, sede da Assembleia Legislativa, foram espalhados mais de 300 girassóis pelos degraus.

DESTAQUES DOS EDITORES