Publicidade
Test drive

Avaliamos o Honda HR-V 2019. Veja o resultado

Honda HR-V: SUV compacto tem design atualizado e evoluções técnicas
Honda HR-V: SUV compacto tem design atualizado e evoluções técnicas (Foto: Divulgação)

O HR-V é o atual carro-chefe da Honda no Brasil e recentemente mudou levemente o visual, com luzes diurnas em LED (de série em todas as versões) e projetor para o farol baixo. O para-choque é novo (34 mm mais comprido), com os faróis de neblina assumindo formato redondo e mais amplo.

O destaque fica para a grade cromada com o logotipo da Honda maior, seguindo a identidade visual aplicada nos demais modelos da marca. Há também novas rodas aro 17” (com desenho que divide opiniões) e lanternas em LED, que já existiam na versão Touring, mas em tom fumê. Por dentro, os bancos dianteiros ganharam novas espumas, com maior apoio para as pernas no assento e abas laterais mais pronunciadas no encosto, além de novos tecidos.

O console central recebeu acabamento em black piano e um porta objetos mais amplo. A versão EXL tem iluminação nos três aros do painel e mantém a opção de sete cores para a porção central. A central multimídia com tela de 7” oferece espelhamento de smartphones via Apple CarPlay e Android Auto, além de GPS nativo nesta versão. Na mecânica, o motor 1.8 16V de 139/140 cv segue inalterado, mas a transmissão automática CVT foi reprogramada para ficar mais linear e suave. Por sua vez, a suspensão adota novos amortecedores, mais progressivos e com maior capacidade de absorver impactos. Até o isolamento acústico do HR-V foi melhorado pela engenharia, com mantas mais densas e novos materiais em outras áreas da carroceria. 

O HR-V agrada muito pela boa dirigibilidade, especialmente em se tratando de um SUV. Avaliamos o HR-V 2019 na versão EXL, que ganhou a maior quantidade de mudanças. Em termos de equipamentos, ela agora traz seis airbags, nova central multimídia com tela de 7”, acendimento automático dos faróis, retrovisores externos com rebatimento elétrico e detalhes cromados no interior, ou seja, tornou-se praticamente igual à antiga Touring, embora sem os faróis full-LED. Mantém os controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampas, sistema auto-hold para os freios, freio de estacionamento elétrico, ar-condicionado automático, piloto automático e computador de bordo tudo isso custa R$ 108.500.

DESTAQUES DOS EDITORES