Publicidade
Aviação

Avianca não vai operar em aeroportos do Paraná a partir de 29 de abril

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Avianca Brasil vai passar a operar apenas em quatro aeroportos a partir da próxima segunda-feira (29), segundo anúncio da companhia, que está em recuperação judicial desde dezembro do ano passado.

A empresa passará a ter voos apenas em Santos Dumont (Rio de Janeiro), Congonhas (São Paulo), Brasília e Salvador.

Na última segunda-feira (22), a aérea iniciou o processo de devolução de 18 aeronaves quatro empresas de leasing que venceram ações judiciais para a retomada dos equipamentos por inadimplência da Avianca. Os atrasos dos pagamentos se arrastam ao menos desde o segundo semestre do ano passado e somam cerca de R$ 1 bilhão.

Os veículos serão gradualmente retirados de operação até julho. Sem eles, a frota da marca ficará reduzida a cinco aeronaves. 

Serão entregues sete aviões à GE Capital Aviation Services, um à PK, quatro à Vermillion e seis à Aviation Capital Group. A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) vai supervisionar a devolução.

A agência determinou que a empresa adeque sua malha aérea e seu sistema de venda à frota reduzida e que divulgue a lista dos voos cancelados em seu site. Do dia 22 ao dia 28 de abril, serão 1.045 voos cancelados.

O jornal Folha de S.Paulo revelou que a Avianca não tem cumprido regras da Anac quanto ao oferecimento de hospedagem em caso de atrasos de voo que durem mais de quatro horas.

Ao menos em um caso, também descumpriu a obrigação de oferecer reembolso integral a um passageiro cujo voo fora cancelado. Procurada, a aérea não quis se manifestar sobre o caso.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES