Série B

Baptista vê Coxa em evolução e cobra mais regularidade do time

"Eduardo Baptista, t\u00e9cnico do Coritiba: para ele, time precisa ser mais regular se quiser brigar pelo acesso"
"Eduardo Baptista, t\u00e9cnico do Coritiba: para ele, time precisa ser mais regular se quiser brigar pelo acesso" (Foto: Geraldo Bubniak)

O Coritiba está melhorando. Mas se quiser chegar ao G4 e retornar à Série A em 2019, a equipe terá de evoluir ainda mais. Essa é a avaliação do técnico Eduardo Baptista, que na última sexta-feira disputou a sua segunda partida como técnico coxa-branca. Agora, soma uma vitória (2 a 1 contra o Criciúma, no Couto Pereira) e um empate (1 a 1 contra o Oeste, na última rodada).

Segundo Baptista, no jogo disputado na Arena Barueri, em São Paulo, já foi possível ver alguma evolução na equipe, como uma defesa mais compacta. Além disso, destacou que mesmo no primeiro tempo contra o Oeste, quando o time teve atuação abaixo do esperado, conseguiu criar chances de gol.

Ainda assim, resta evidente a necessidade de melhorar ofensivamente. Prova disso é que o Coxa errou 56 passes em 90 minutos (precisão de 85%), enquanto os paulistas erraram apenas 36 (precisão de 91% dos pases). Perguntado sobre a quantidade de passes errados, o técnico foi sincero.

“Assusta, né. A gente busca dar essa tranquilidade aos jogadores. Quando colocamos a bola no chão, as coisas aconteceram. A maioria das chances criadas pelo Oeste foi de bolas que estiveram no nosso pé, então tem que consertar, trabalhar”, destacou Baptista.

Ainda segundo o treinador, a equipe teve alguns momentos na partida em que conseguiu jogar no nível considerado ideal. Mas para se firmar na parte de cima da tabela, aponta ser necessário maior regularidade.

“Temos que ser mais constantes. Criamos triangulações, entramos na área, mas temos que buscar isso sempre. Na Série, B, se formos mais constantes, é um ponto importante para assumir de vez este grupo da frente.”

Com sete pontos em quatro jogos, o Coritiba é hoje o sétimo colocado da Série B. Amanhã, às 21h30, terá a chance de finalmente entrar no G4 se vencer no Couto Pereira o Brasil de Pelotas - a equipe está a dois pontos do quarto colocado, o CSA, e a três do vice-líder e do terceiro colocado, Fortaleza e Paysandu. Já o time do Rio Grande do Sul é o 12º, com cinco pontos.