Publicidade
Pré-candidato

Barros faz triplicar dinheiro para Saúde em seu reduto eleitoral

Barros faz triplicar dinheiro para Saúde em seu reduto eleitoral

Pré-candidato à reeleição na Câmara, o ministro Ricardo Barros (PP-PR), da Saúde, veio 20 vezes ao Paraná, onde sua esposa, atualmente vice-governadora, é pré-candidata ao governo. Levantamento publicado pelo jornal O Estado de São Paulo nesta semana mostra que em alguns casos, as agendas não tinham relação com o Ministério da Saúde.

Houve encontro com empreendedores rurais na Expotrade, assinatura de convênios entre prefeitos e a usina de Itaipu e até entrega de uma honraria, a Ordem do Pinheiro, à sua mulher, Cida Borghetti. Apenas 27% dos compromissos oficiais como ministro no Paraná tiveram relação com obrigações da pasta.

MPF faz novo pedido para afastamento de Ricardo Barros de ministério

De acordo com os dados levantados pelo jornal, o Paraná não foi favorecido apenas no número de visitas do ministro da Saúde. Em 2017, o valor dos convênios da pasta firmados no Estado mais do que dobrou. Foram R$ 221,6 milhões, R$ 6 milhões a menos do que o total destinado para São Paulo, o Estado mais populoso do País.

Os recursos aprovados para o Paraná tiveram aumento de 122% em relação a 2016.

Em Maringá, Noroeste do Paraná, base eleitoral de Barros, o valor liberado quase quadruplicou. Saltou de R$ 3,6 milhões em 2016 para R$ 12,4 milhões em 2017.

A assessoria do ministro enviou notas sobre os dois assuntos, viagens e recursos. Leia mais no Blog Política em Debate.

Publicidade

DESTAQUES DOS EDITORES