Publicidade
Economia

BC atua mas não segura dólar, que fecha a R$ 3,78

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O dólar se descolou do cenário externo e voltou a subir ante o real apesar da intervenção do Banco Central no mercado de câmbio.

A moeda americana avançou 0,58%, a R$ 3,7840. Na semana, a valorização é de 1,5%.

Nesta segunda semana de intervenção no câmbio desde que a moeda ultrapassou os R$ 3,90, o BC reduziu a oferta de contratos de swap cambial (equivalentes à venda de dólar no mercado futuro).

Foram colocados US$ 5 bilhões dos US$ 10 bilhões previstos. Na sessão desta sexta, a injeção foi de US$ 1 bilhão. Na semana passada, a atuação do BC superou os US$ 20 bilhões anunciados.

A semana foi, no entanto, de poucas notícias capazes de mudar as perspectivas para os mercados de risco. Investidores seguem acompanhando o acirramento da guerra comercial entre Estados Unidos.

No mercado doméstico, o compasso é de espera: antes do fim da Copa do Mundo não se espera nenhum avanço nas articulações para a disputa presidencial de outubro.

A Bolsa brasileira avançou nesta sexta e terminou a semana praticamente estável, apesar da volatilidade vista durante a semana.

O Ibovespa, principal índice acionário da B3, ganhou 0,81%, a 70.640 pontos. O ganho ocorreu em linha com as principais Bolsas mundiais, que terminaram a sexta-feira no positivo.

DESTAQUES DOS EDITORES