TRANSIÇÃO

Bolsonaro minimiza inquérito da PF contra Paulo Guedes

"Bolsonaro: nome para Meio Ambiente deve ser definido esta semana"
"Bolsonaro: nome para Meio Ambiente deve ser definido esta semana"

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), afirmou que não tem conhecimento sobre o inquérito aberto pela Polícia Federal para investigar Paulo Guedes, confirmado para o Ministério da Economia. As declarações foram dadas durante cerimônia de formatura de aspirantes a oficial na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman) onde se formou em 1977.
“Desconheço investigação sobre Paulo Guedes. Eu integro o Poder Legislativo e integrarei o Executivo. Isso compete ao Judiciário”, disse o presidente eleito referindo-se à investigação, aberta pela polícia, para verificar suspeitas de irregularidades na gestão financeira de fundos de investimento.
A abertura do inquérito foi um pedido do Ministério Público Federal à PF. Guedes negou irregularidades. Após responder sobre o caso de Guedes, Bolsonaro comparou o caso com o processo aberto contra ele no Supremo Tribunal Federal (STF) por apologia ao crime de estupro e injúria. 
“Eu sou réu no Supremo Tribunal Federal. E daí? Todo mundo que eu converso, sendo amigo ou não, diz que é uma coisa que beira o absurdo. Eu estava defendendo uma mulher, vítima de estupro. E eu defendi uma condenação para o estuprador. O outro lado defendia que o estuprador deveria ser tratado como um garotinho que apenas abusou por cinco dias e matou uma menina de 16 anos de idade. E eu acabei sendo réu. É justo isso? O povo entendeu que não, tanto é que votou em mim.”
Meio ambiente — O presidente eleito, Jair Bolsonaro, disse ontem que espera decidir o nome que ocupará o Ministério do Meio Ambiente nesta semana. Bolsonaro falou com jornalistas na entrada do avião em que embarcou para São Paulo, onde assistirá à partida de futebol entre Palmeiras e Vitória, no Estádio Allianz Parque, pela última rodada do Campeonato Brasileiro.
O áudio da entrevista foi divulgado pela assessoria do presidente eleito. “[Nossa agenda] Continua. A gente espera que se resolva a questão do Ministério do Meio Ambiente. E, daí, fechou a questão”, respondeu Bolsonaro a uma repórter sobre como seria sua agenda nesta semana. Até agora, 20 ministros já foram escolhidos.
Na semana passada, o presidente eleito havia adiantado que há “meia dúzia” de nomes sendo avaliados para a pasta. Entre eles, estaria o agrônomo Xico Graziano, que foi do governo Fernando Henrique Cardoso.