Publicidade
Mundial

Brasil vence a Itália na Copa do Mundo feminina, mas se classifica em 3º no grupo C

Jogadoras comemoram o gol de Marta
Jogadoras comemoram o gol de Marta (Foto: Renan Pinheiro / MoWa Press)

A seleção brasileira derrotou a Itália por 1 a 0, nesta terça-feira (18), pela Copa do Mundo de futebol feminino. O jogo foi na cidade de Valenciennes (França). O gol foi marcado por Marta, de pênalti. Apesar da vitória, o time brasileiro se classificou mesmo na 3ª posição, atrás da Itália (que ficou em primeiro) e da Austrália (em 2º).

No fechamento do grupo, o Brasil somou 6 pontos, mesma pontuação de Itália e Austrália – que nesta terça-feira derrotou a Jamaica por 4 a 1. As italianas terminaram com melhor saldo de gols (5). Australianas e brasileiras ficaram com saldo de 3 gols positivos, mas o time do técnico Vadão marcou um gol a menos (6, contra 7 das australianas).

Na Copa do Mundo feminina, disputada na França, classificam-se às oitavas de final os dois melhores de cada grupo, bem como os quatro melhores terceiros colocados dentre os seis grupos da competição.

Embora os quatro terceiros colocados ainda não tenham sido definidos, a chance maior é que a seleção brasileira enfrente a França, primeira colocada no grupo A, nas oitavas. 

Recorde

Com o gol, Marta tornou-se a maior artilheira da história dos Mundiais, com 17. Nas Copas do Mundo masculinas, o recorde é do alemão Miroslav Klose, com 16.

O gol de Marta saiu aos 28 minutos do segundo tempo. Debinha foi derrubada por Linari dentro da área e a árbitra marcou pênalti. Marta cobrou no canto esquerdo da goleira Giuliani, que havia saltado para o lado direito.

Jogo

No primeiro tempo, a seleção brasileira começou melhor, mas permitiu que a Itália crescesse. A goleira Bárbara trabalhou bastante para evitar o gol das adversárias.

Na etapa final, o Brasil também começou melhor. Mas, ao contrário da primeira etapa, não cedeu terreno. Aos 6 minutos, Andressinha cobrou falta e acertou o travessão de Giuliani. Aos 10, Kathellen tentou de cabeça e a bola saiu rente à trave direita. Aos 19, Bia – que havia entrado no lugar de Cristiane - desviou de calcanhar um cruzamento de Ludmila e quase marcou.

O gol de Marta saiu aos 28 minutos do segundo tempo. Debinha foi derrubada por Linari dentro da área e a árbitra marcou pênalti. Marta cobrou no canto esquerdo da goleira Giuliani, que havia saltado para o lado direito.

A artilheira foi substituída por Luana, aos 37 minutos. A partir daí, a Itália cresceu. Aos 50 minutos, a goleira Barbara fez uma boa defesa e evitou o gol de empate.

BRASIL 1 x 0 ITÁLIA

Brasil: Bárbara; Letícia (Poliana), Kathellen, Mônica e Tamires; Thaisa, Andressinha, Marta (Luana); Ludmila, Cristiane (Bia Zaneratto) e Debinha. T.: Oswaldo Alvarez

Itália: Laura Giuliani; Alia Guagni, Sara Gama, Elena Linari e Elisa Bartoli (Lisa Boattin); Aurora Galli, Manuela Giugliano e Valentina Cernoia; Valentina Giacinti (Valentina Bergamaschi), Cristiana Girelli (Ilaria Mauro) e Barbara Bonansea. T.: Milena Bertolini

Gols: Marta, aos 28min do segundo tempo (BRA)

Cartões amarelos: Letícia e Kathellen; Elisa Bartoli

Árbitra: Lucila Venegas (MEX)

Local: Stade du Hainaut, em Valenciennes (FRA)

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias