Direitos Humanos

Câmara pede investigação de ataque de policiais contra manifestantes

(Foto: Franklin de Freitas)

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados formalizou pedidos de investigação sobre os atos de violência ocorridos em Curitiba após a chegada de Luiz Inácio Lula da Silva à Superintendência da Polícia Federal na Capital, onde o ex-presidente começa a cumprir a pena de 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

Segundo informou o Partido dos Trabalhadores (PT) por meio de nota, as diligências, que serão iniciadas nos próximos dias, são fruto de uma denúncia feita à CDHM. 

As principais reclamações envolvem a Polícia Federal, que teria lançado bombas de cima do edifício contra manifestantes pró-Lula, e a Polícia Militar, que usou balas de borracha contra os mesmos manifestantes, sem que tivesse havido algum tipo de confronto ou princípio de confusão que justificasse tal atitude.

Nâo á toa, a comissão avalia que os atos podem ser considerados ameaças ou violação de direitos humanos, tendo como base o Regimento Interno da Câmara dos Deputados, artigo 32.

O ofício com pedido de investigação já foi encaminhado para autoridades como Raul Jungmann, ministro da Segurança Pública, e Cida Borghetti, governadora do Paraná, entre outros.