Publicidade
Surpresa

Campeã mundial, Alemanha perde para o México na estreia em 2018

Campeã mundial, Alemanha perde para o México na estreia em 2018
Lozano chuta e marca o gol do México (Foto: Divulgação / Fifa.com)

Num jogo movimentado, a campeã mundial Alemanha foi vítima da primeira surpresa desta Copa do Mundo de 2018. A equipe do técnico Joachim Löw estreou com derrota para o México por 1 a 0, na tarde deste domingo (17) no estádio Luzhniki, em Moscou.

Em campo, a Alemanha tinha sete titulares da Copa de 2014: o goleiro Neuer, os zagueiros Boateng e Hummels, os volantes Khedira e Kroos e os meias-atacantes Müller e Özil. O México, por sua vez, jamais havia derrotado os alemães em Mundiais.

O jogo começou movimentado. Os dois times tiveram boas chances antes dos 5 minutos. Em 20 minutos, foram oito tentativas de gol, quatro para cada lado. Os dois goleiros tiveram que trabalhar – Neuer fez mais intervenções que Ochoa. Os alemães tinham mais domínio territorial e posse de bola, mas os mexicanos eram perigosos em contra-ataques. E abriram o placar aos 35 minutos. Chicharito Hernandez puxou contragolpe e serviu Lozano, que recebeu na área, driblou Özil, que chegava para a cobertura, e bateu no canto direito de Neuer. Aos 38, Ochoa fez uma grande defesa em falta cobrada por Kroos e evitou o empate – a bola tocada pelo goleiro ainda pegou no travessão.

Na etapa final, a Alemanha pressionou e ficou até mais ofensiva, com a troca do volante Khedira pelo meia-atacante Marco Reus. Kimmich chegou até a tentar um gol de bicicleta, mas errou. O Mexico conseguiu segurar a pressão e ainda levou perigo quando conseguiu encaixar alguns contra-ataques. No fim, até o goleiro Neuer foi área adversária tentar o gol. Mas não deu. 

O grupo da Alemanha ainda tem Suécia e Coreia do Sul, que se enfrentam nesta segunda-feira (18).

Recorde

O México ainda igualou um recorde aos 29 minutos do 2º tempo. O meia Guardado (recordista de jogos pela seleção do país) deu lugar ao zagueiro Rafa Marquez – que, com isso, igualou a marca de estar em campo em cinco Copas do Mundo. Ele atuou em 2002, 2006, 2010 e 2014, além de 2018. Os outros recordistas são o goleiro mexicano Carbajal (1950, 1954, 1958, 1962 e 1966) e o alemão Matthäus (1982, 1986, 1990, 1994 e 1998). O goleiro italiano Buffon também esteve em cinco Mundiais (1998, 2002, 2006, 2010 e 2014), mas não chegou a disputar nenhuma partida em 1998.

DESTAQUES DOS EDITORES