Eleições 2020

Candidatos a prefeito de Curitiba recebem R$ 12,7 mi de ‘fundão’

(Foto: José Cruz/Agência Brasil)

No primeiro mês da campanha, os candidatos a prefeito de Curitiba arrecadaram um total de R$ 13,7 milhões em receita para custear os gastos da disputa, segundo dados das prestações parciais de contas entregues à Justiça Eleitoral. Desse total, quase R$ 12,79 milhões, ou 93%, vieram do chamado Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), mais conhecido como “fundo eleitoral” ou “fundão” destinado ao financiamento das campanhas eleitorais dos candidatos. Para este ano, o Congresso reservou mais de R$ 2 bilhões para candidatos a vereador, prefeito em vice em todo o País.

Dos 16 candidatos a prefeito de Curitiba, três não receberam recursos do fundo eleitoral: João Guilherme (Novo), professor Mocellin (PV) e Zé Boni (PTC). João Guilherme arrecadou R$532.507,14, sendo R$445.000,00 em recursos próprios. Zé Boni teve R$5.063,50, sendo R$3.400,00 em recursos próprios. Mocellin recebeu R$ 20 mil em doação de pessoa física.

Em todo o Paraná, a receita dos candidatos a vereador e prefeito no período foi de R$ 83.425.869,97. Desse total, R$ 52.958.569,75 foram para as campanhas de candidatos a prefeito, e R$ 30.467.300,22 a vereador.

Desse total, vieram dos partidos R$ 40.918.295,55; outros R$ 22.477.608,97 vieram de doações de pessoas físicas e R$ 16.721.612,39 em recursos próprios. Os candidatos também receberam R$ 3.053.660,76 de outros candidatos e R$ 247.102,63 através de campanhas de financiamento coletivo.

Só em Curitiba, os candidatos já arrecadaram R$ 18.905.455,20, sendo R$ 5.643.226,00 na disputa por uma vaga no Legislativo. Dos 36.981 candidatos, 17.040 declararam terem recebido recursos nesse início de campanha.

PLACAR
Veja quanto arrecadou cada candidato a prefeito de Curitba:
Camila Lanes (PC do B)
Fundo eleitoral R$ 80.000,00
Carol Arns (Pode)
Fundo eleitoral R$ 1.600.000,00
Total R$ 1.627.500,00
Christiane Yared (PL)
Fundo eleitoral R$ 3.000.000,00
Diogo Furtado (PCO)
Fundo eleitoral R$ 1.000,00
João Guilherme (Novo)
Recursos próprios R$ 445.000,00
Total R$ 532.507,14
Eloy Casagrande (Rede)
Fundo eleitoral R$ 15.000,00
Total R$ 16.350,00
Fernando Francischini (PSL)
Fundo eleitoral R$ 2.866.663,33
Total R$ 2.891.243,33
Goura (PDT)
Fundo eleitoral R$ 1.200.000,00
Fundo partidário R$ 8.000,00
Financiamento coletivo R$ 35.317,96
Total R$ 1.254.162,04
João Arruda (MDB)
Fundo eleitoral R$ 1.150.000,00
Diretório Estadual R$ 63.320,00
Total R$ 1.213.320,00
Letícia Lanz (PSOL)
Fundo eleitoral R$ 21.092,32
Total R$ 23.461,32
Marisa Lobo (Avante)
Fundo eleitoral R$ 200.000,00
Total R$ 220.859,48
Paulo Opuszka (PT)
Fundo eleitoral R$ 656.000,00
Professora Samara (PSTU)
Fundo eleitoral R$ 7.000,00
Total R$ 9.150,00
Professor Mocellin (PV)
Pessoa física R$ 20.000,00
Rafael Greca (DEM)
Fundo eleitoral R$ 2.000.000,00
Total R$ 2.159.500,00
Zé Boni (PTC) R$5.063,50
Recursos próprios R$3.400,00
Fundo eleitoral R$ 12.796.755,65
Total R$ 13.710.116,81
Dados: TSE