Publicidade
Política

Capilaridade

Capilaridade

Enquanto o governador Beto Richa (PSDB) segue mantendo o mistério sobre seu futuro político, o deputado estadual Ratinho Júnior (PSD) avança nos preparativos para sua pré-candidatura ao governo. Na noite de ontem, Ratinho Jr reuniria, em Curitiba, todos os 41 prefeitos do PSC, seu antigo partido, para um jantar. Entre os convidados estavam também o presidente estadual do PSC, deputado federal Hidekazu Takayama, e os deputados estaduais Claudia Pereira, Evandro Araújo, Gilson de Souza, Palozi e Wilmar Reichembach.

Disputa
O PSC é fundamental nas mudanças que faremos no Paraná em 2019. O partido tem capilaridade e exemplo de gestão em várias prefeituras do Estado. Muitos dos projetos tocados pelos prefeitos do PSC são referência no nosso plano de governo, afirma o parlamentar. Recentemente, comentários de bastidores davam conta de que o ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP), teria atraído o apoio do PSC para a pré-candidatura ao governo de sua esposa, Cida Borghetti (PP). Na última sexta-feira, porém, a cúpula estadual da legenda divulgou nota reiterando integral apoio a pré-candidatura de Ratinho Junior ao governo do Estado.

Influência
Entre os pré-candidatos, Ratinho Junior ostenta o papel de mais influente’ nas redes sociais. No facebook, o deputado do PSD contabiliza mais de 600 mil seguidores e nos últimos quatro meses, suas postagens tiveram 3,5 milhões de alcance, mais de 200 mil curtidas e os vídeos com mais de um milhão de visualizações.

Biometria
Eleitores de 30 municípios do Paraná têm até no máximo o dia 28 de março para cumprir a exigência da Justiça Eleitoral e fazer o cadastramento biométrico. É preciso comparecer ao cartório eleitoral levando documento original com foto, comprovante de endereço dos últimos três meses e título de eleitor (este último não é obrigatório). Mesmo aqueles que têm deficiência nas mãos devem comparecer ao cartório eleitoral das cidades em que o registro é obrigatório. A deficiência do eleitor constará no cadastro.

Prazos
Para este ano, o cadastramento é obrigatório em 716 cidades do país. Dessas, 535 já encerraram o procedimento. Em outras 181 cidades de dez estados, o prazo é até março. Eleitores que perderam o prazo estão com o título de eleitor suspenso e devem procurar o cartório eleitoral para regularizar a situação antes do fechamento do cadastro eleitoral, no dia 9 de maio. Ontem, o Tribunal Superior Eleitoral iniciou uma campanha que divulga a data limite para que os cidadãos regularizem sua situação perante a Justiça Eleitoral.

Bloqueio
O Ministério Público conseguiu no Tribunal de Justiça do Paraná liminar que determina a indisponibilidade de bens do ex-prefeito de Arapoti, Luiz Fernando De Masi (PSDB). A decisão atende ação civil pública por ato de improbidade administrativa proposta pelo MP contra o então ele e outros 21 envolvidos.

Medicamentos
Segundo a investigação, os acusados praticaram diversas irregularidades administrativas em licitações para a compra de medicamentos em 2008. As ilegalidades teriam sido cometidas com o objetivo de beneficiar o ex-prefeito nas eleições daquele ano. A Justiça havia negado o pedido de liminar do MP inicialmente. O órgão recorreu então ao TJ, que acatou a medida, bloqueando bens do ex-prefeito e dos demais réus em até R$ 593,5 mil.

 

Publicidade

DESTAQUES DOS EDITORES