Contabilidade Fácil

Capital de Giro: como calcular a Necessidade de Capital de Giro (NCG) com base no Ciclo Financeiro (CF)

O Capital de Giro é o montante em dinheiro, ou disponibilidades imediatas, de que a empresa vai necessitar para sua sobrevivência financeira enquanto os clientes que compraram ainda não pagaram por essa compra, ou ainda, se as vendas estiverem em baixa e existirem despesas para manter a empresa. Tanto as empresas em fase de implantação, quanto as empresas que já estão em funcionamento precisam da informação de qual a necessidade de capital de giro. 

Para calcular essa Necessidade de Capital de Giro, alguns conceitos precisam ser levantados: Ciclo Financeiro; Prazos Médios de Pagamentos, Fabricação e/ou Estocagem e Recebimentos; Giro de Caixa; Desembolso Anual de Caixa.

O Ciclo Financeiro (CF) é o intervalo de tempo entre os eventos financeiros, é o período entre o pagamento a fornecedores até o recebimento pelas vendas. Já o Prazo Médio de Pagamentos (PMP) é o intervalo médio de tempo entre as compras de mercadoria ou matéria prima e o momento em que é feito o pagamento. O Prazo Médio de Recebimento (PMR) corresponde ao intervalo médio entre a venda de mercadorias, produtos ou serviços e o momento do efetivo recebimento. O Prazo Médio de Fabricação/ Estocagem (PME) corresponde ao tempo médio em que a matéria-prima, as mercadorias, os produtos permanecem em estoque.

Ao reconhecer os prazos médios, fica muito simples calcular o Ciclo Financeiro (CF), basta aplicar a seguinte fórmula:

CF = PME + PMR – PMP

Exemplificando, considerando os seguintes prazos médios:

Prazo médio de pagamento a fornecedores (PMP) = 30 dias.

Prazo médio de fabricação/ estocagem (PME) = 90 dias.

Prazo médio de recebimento das vendas (PMR) = 60 dias.

Nesse exemplo, o Ciclo Financeiro será calculado da seguinte forma:

CF = 90 dias + 60 dias – 30dias

CF = 120 dias

Conhecendo o intervalo de dias do CF, é possível verificar quantas vezes esse ciclo se renova ao longo de um ano, ou seja, o Giro de Caixa (GC).

GC = 360 / CF

Considerando o ano comercial de 360 dias, de acordo com a sequência de nosso exemplo teríamos o seguinte Giro de Caixa:

GC = 360 dias /120 dias

GC = 3 vezes

Esse cálculo indica que o caixa dessa empresa se renova três vezes ao longo de um ano.

O Desembolso Anual de Caixa (DAC) corresponde aos pagamentos que deverão ser feitos mensalmente ao longo de um ano (fornecedores, custos, despesas). Exemplificando, vamos considerar que a empresa tenha um DAC no montante de R$ 600.000,00, o que corresponde a R$ 50.000,00 por mês (esse valor pode ser calculado por estimativa em empresas em fase de implantação). 

Com essas informações já é possível calcular a Necessidade de Capital de Giro (NCG), aplicando a seguinte fórmula:

NCG = DAC / GC

Seguindo nosso exemplo, o cálculo é o seguinte:

NCG = 600.000,00 / 3 vezes

NCG = 200.000,00

A Necessidade de Capital de Giro (NCG) calculada para esse exemplo, é de R$ 200.000,00, significa dizer que essa empresa precisaria dessa quantia para sustentar as atividades até começar a receber dinheiro por essas atividades.

 

Ester Marlene Kurtz é Mestre em Contabilidade pela UFPR, professora na

Estácio Curitiba.

Contatos: E-mail:ester.kurtz@estacio.br