Publicidade
Green Building Council

Casa mais sustentável do Brasil fica no Campo Comprido, em Curitiba! Conheça

Casa aproveita as potencialidades do sol, vento e da chuva e sem custar mais que uma obra comum
Casa aproveita as potencialidades do sol, vento e da chuva e sem custar mais que uma obra comum (Foto: Franklin de Freitas)

Conhecida como a “Cidade Ecológica”, Curitiba ganhou recentemente mais um motivo para sustentar o epíteto que orgulhosamente carrega há décadas. É que recentemente foi inaugurado, no bairro Campo Comprido, a casa mais sustentável do Brasil. O projeto foi todo desenvolvido dentro dos parâmetros de sustentabilidade e atingiu a maior pontuação do selo Green Building Council Casa, com 84 pontos, alcançando o nível Platina.

O imóvel, chamado de Residência ML (em referência aos donos da propriedade, Matheus e Liz), começou a ser planejado há três anos. Segundo Matheus Forte, sócio-proprietário da Forte Soluções Ambientais e dono da casa, a ideia era mostrar, na prática, que é possível construir uma casa sustentável sem gastar mais do que se gastaria num projeto convencional.

“Meu escritório presta consultoria em sustentabilidade. Então, como eu vendo isso para muitos clientes, nada melhor que fazer fazer na minha casa algo assim e mostrar que é possível, acabar com o paradigma de que é caro. Fizemos tudo isso sem aumentar o custo da obra”, diz Matheus. “Queremos mostrar uma nova cultura de construção, com respeito ao meio ambiente e um impacto positivo para toda a sociedade”, complementa.

Segundo Forte, as obras tiveram início no final de 2017 e foram concluídas neste mês. Como desde a fase de projeto já se trabalhou no sentido de fazer uma casa sustentável, o custo a obra ficou apenas entre 1 e 2% acima do que custaria uma construção convencional. “Se for para mensurar, eu diria que, hoje, uma construção de médio ou alto padrão, praticamente não aumenta o custo da obra, se for tudo planejado”, afirma.

E isso tudo sem contar que os investimentos feitos ainda darão retorno no curto, médio e longo-prazo. É que a residência conta com painéis fotovoltaicos e micro gerador eólico, com 100% da energia da casa sendo gerada por ela mesma, e um sistema de captação da água fluvial foi implantado com um sistema de filtragem de alta tecnologia (ultravioleta) para maior aproveitamento da água;.

Além disso, a casa foi planejada de forma a não necessitar de ar condicionado para resfriar ambientes (possui grandes aberturas de janela, com disposição cruzada e o uso de vidros e materiais especiais) e a ter maior eficiência energética, com motores, lâmpadas e equipamentos de alta eficiência e iluminação dimensionada já considerando-se a incidência de iluminação natural.

“A casa tem um bom desempenho, durante o dia não precisa de uma luz acesa. Voltamos toda a eficiência para o conforto. Esse foi o objetivo principal, não sacrificar o conforto por eficiência, mas integrar esses dois princípios. E acho que conseguimos”, comemora Matheus.


Residência foi projetada para ser destaque nacional

O engenheiro Eduardo Mattos, coordenador dos projetos de sustentabilidade na Forte Soluções Ambientais, empresa de consultoria responsável pela certificação, relata que a Residência ML foi projetada para ser destaque nacional em Sustentabilidade. “O proprietário decidiu incorporar esse conceito em seu lar e a partir de então desenvolvemos as melhores soluções disponíveis. É um projeto inovador, desenvolvido simultaneamente às simulações termo lumínicas e energética, assegurando os resultados de eficiência energética e auxiliando nas tomadas de decisão em relação aos vidros e revestimentos, por exemplo.”
Além disso, a residência possui sensores de qualidade do ar e em alguns ambientes, foram instalados acabamentos claros, uma vez que a utilização de cores mais amenas diminui a absorção do calor por meio do aumento do índice de refletância. O conceito de biofilia também foi incorporado e em praticamente todos os ambientes há presença de vegetação, conectando os moradores da casa com a natureza.



No alto da casa, o sistema que capta a energia eólica chama a atenção de quem passa

Por fora, a casa parece uma residência comum, mas é toda sustentável

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES