Publicidade
Atraindo olhares

Cesar Cielo mostra "tórax de aço" em revista

Aos 22 anos, o nadador com tórax de aço e olhos verdes é dono de duas medalhas olímpicas (ouro e bronze em Pequim, nos 50 metros e nos 100 metros livre) e duas mundiais (ambas douradas, no Mundial de Esportes Aquáticos de Roma) – sem contar os recordes que já quebrou.

Nascido em Santa Barbara d´Oeste, no interior paulista, Cesar Cielo se mudou há três anos para Auburn, nos Estados Unidos, onde treina e estuda comércio exterior. O campeão recebeu a equipe da revista Nova e apesar do frio, não reclamou de posar com roupas molhadas.

Em entrevista à revista, Cesar confessa que não é um homem dos mais atirados,  confirma que muito assediado, mas que acha normal e ainda revela que nem sempre atraiu olhares por onde passava. “Na escola, era da turma dos nerds. Usava óculos, tirava nota alta, fazia tudo certinho. Morava em Santa Bárbara d´Oeste, estudava em Americana e treinava em Piracicaba. Passava era muito tempo na estrada”, revela.

Questionado por Nova se pelo fato de ser muito focado em sua carreira não teve nenhum namoro longo até hoje, o capricorniano diz não acreditar que seja esse o motivo: “Para falar a verdade, também não faço planos para a vida pessoal. Não espero nada nesse setor. Se rolar, rolou”.

Cesar diz ainda que na hora de paquerar uma mulher não é tão rápido como nas piscinas. “Antes de me aproximar, gosto de estudá-la. E não me importo se ela tomar a iniciativa”, revela, complementando que já ficou com várias meninas, mas nunca iludiu nenhuma: “Sou direto e não gosto de joguinhos. Se tiver vontade de ligar, ligo. Sem me sentir obrigado a dar ou cobrar satisfações”.

Extremamente disciplinado, o nadador fala que sabe eleger suas prioridades e não sossega enquanto não atinge seus objetivos. “Adoro desafios. Só não sou bom com planos a longo prazo. Grudo nas paredes frases de autoajuda e as minhas metas. Depois que atinjo, queimo os papéis”, finaliza.
Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES