Publicidade
IMPORTADO DO JAPÃO

Chega ao Brasil a quinta geração do Subaru Forester

O Subaru está maior em 3 centímetros no comprimento (4,62 m)
O Subaru está maior em 3 centímetros no comprimento (4,62 m) (Foto: Divulgação)

A Subaru, marca consagrada japonesa principalmente para amantes de rally, está importando do Japão para o Brasil a quinta geração do Forester a partir do final deste mês que chega trazendo nova plataforma e mais tecnologia. Os preços partem de R$ 159.950. O modelo está maior em 3 cm no comprimento (4,62 m) e no entre eixos (2,67 m). A largura aumentou 2 cm (1,81 m), e a altura diminuiu 5 mm (1,73 m). Isso resultou em mais espaço para pessoas e para bagagens, já que o porta-malas foi para 520 litros (15 a mais que o modelo de quarta geração).

O New Forester conta com um para-choque dianteiro envolvente, com desenho que reflete fluidez e robustez, além de integrar a emblemática grade frontal hexagonal da Subaru. Esta peça também possui em sua seção central, duas entradas de ar para o sistema de refrigeração do conjunto mecânico, enquanto nas extremidades ela incorpora acabamentos plásticos de tonalidade mais escura e com detalhes que simulam cromados, em que estão instalados os faróis de neblina. 

Ainda na parte frontal, os faróis contam com tecnologia Full LED e sistema de luz direcional para curvas, o que assegura mais luminosidade e segurança, principalmente para condução noturna. Como novidades, o SUV SUBARU Forester passa a contar também com faróis de neblina em LED e faróis com LEDs diurnos (DRL). Nas laterais, a aparência robusta e esportiva do Subaru Forester é reforçada pelos para-lamas com saliências realçadas pelas saias laterais e pelas rodas de liga-leve de 18 polegadas, agora com 10 raios e alto brilho metálico. Já na traseira, as lanternas em forma de C possuem assinatura em LED, e são produzidas em material translúcido e integradas ao desenho da carroceria, combinando com conjunto óptico dianteiro e garantindo, com isso, uma maior consistência no design do SUV.   

De acordo com a Subaru, 80% das peças do motor boxer 2.0 de quatro cilindros são novas. A principal mudança é a injeção direta. A potência subiu de 150 para 156 cv. O torque subiu cerca de 2 mkgf, para 20 mkgf. A tração é integral, com ajustes para o tipo de solo (areia, lama, etc.). O câmbio continuamente variável (CVT) simula sete marchas.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES