Publicidade
Economia

Chinesa Didi Chuxing confirma compra de app de corridas 99

FILIPE OLIVEIRA SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A chinesa Didi Chuxing, plataforma de transporte por aplicativo, confirmou nesta quarta-feira (3) a aquisição da brasileira 99, dona de aplicativo para chamar carros particulares e táxis. A informação foi antecipada pelo jornal "O Globo". Em comunicado conjunto, as empresas não informaram o valor da transação. Segundo o jornal, a compra teria sido concretizada por cerca de R$ 1 bilhão. De acordo com executivos do mercado de start-ups, o valor da negociação pode superar os US$ 500 milhões (cerca de R$ 1,63 bilhão) e colocar a 99 como primeiro "unicórnio" brasileiro. O nome é dado para start-ups com valor de mercado superior a US$ 1 bilhão. A Didi se tornou uma investidora estratégica da 99 em janeiro de 2017. Ao longo daquele ano, as duas empresas estreitaram suas relações, sobretudo nas áreas de tecnologia, inovação de produtos, desenvolvimento de mercado e gerenciamento operacional. "O investimento consolida uma profunda parceria já existente entre DiDi e 99 para acelerar ainda mais o mercado de corridas por aplicativo na América Latina, garantindo mais opções de transporte para os usuários", afirmaram as empresas em comunicado. O acordo também seria um caso emblemático de venda de start-up no mercado brasileiro, em que negociações que superam os nove dígitos são raras. O caso de maior destaque já tem oito anos: a venda do Buscapé para o grupo sul-africano Naspers, em 2009, por US$ 342 milhões. RIVAIS DA UBER A Didi ganhou notoriedade mundial ao comprar a operação chinesa da Uber em agosto de 2016. Em dezembro do ano passado, a empresa levantou US$ 4 bilhões junto a investidores para apoiar sua expansão internacional e desenvolvimento de tecnologias ligadas à inteligência artificial. Entre as rivais do Uber em que a Didi já investiu estão Ola (Índia), Grab (Cingapura), Taxify (Estônia) e Careem, no Oriente Médio. A compra da 99 faz parte de movimento da Didi para ampliar a atuação na América Latina. A empresa deve lançar uma operação no México neste ano. "A globalização da operação é uma prioridade estratégica para a Didi seguiremos promovendo iniciativas e parcerias internacionais diversificadas", afirmou Cheng Wei, fundador da Didi. A chinesa, presente em mil cidades, diz ter mais de 25 milhões de motoristas e 450 milhões de usuários cadastrados. A 99 informa ter mais de 300 mil motoristas e 14 milhões de usuários cadastrados em mais de 400 cidades brasileiras. A maior parte delas é atendida por táxis -o app foi lançado em 2012 exclusivamente na categoria. Em agosto de 2016, quando se acirrava a disputa com a Uber, a companhia lançou a modalidade Pop, de carros particulares. A categoria funciona em mais de 30 cidades, entre elas São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba e Salvador. Além da Didi, entre os investidores da 99 estão o fundo brasileiro Monashees e grupos internacionais, como Softbank, RiverWood Capital, Tiger Global e Qualcomm Ventures. * RAIO-X DA 99 FUNDAÇÃO 2012 FATURAMENTO Não informado FUNCIONÁRIOS Mais de 1.000 MOTORISTAS 300 mil PRINCIPAIS CONCORRENTES Uber, Cabify e Easy Táxi
Publicidade

Veja também