Publicidade
Mercado da bola

Clube chinês oferece R$ 170 milhões por Bruno Guimarães, que recusa

Bruno Guimarães
Bruno Guimarães (Foto: Valquir Aureliano)

O Shanghai Shenhua, da China, está disposto a pagar 40 milhões de euros (cerca R$ 170 milhões) para adquirir o volante Bruno Guimarães, 21 anos, do Athletico Paranaense. A negociação, porém, esbarrou na vontade do jogador, que afirmou que pretende jogar na Europa e não interesse em atuar no futebol chinês.

O clube chinês está em 12º lugar no campeonato nacional. O Shanghai Shenhua conta com o atacante nigeriano Ighalo (ex-Udinese), que custou R$ 24 milhões, o meia-atacante paraguaio Oscar Romero, que custou R$ 35 milhões, o volante colombiano Guarín (ex-Internazional), que custou R$ 55 milhões, e o meia colombiano Giovanni Moreno (ex-Racing), que custou R$ 18 milhões.

Outro sul-americano famoso que passou pelo Shanghai Shenhua foi o argentino Carlos Tévez, na temporada 2016/17.

O diretor de futebol do Athletico, o ex-zagueiro Paulo André, também atuou nesse clube chinês – foi na temporada 2013/14.

Segundo notícias de sites europeus, o Chelsea, o Benfica, o Porto, o Lille, o Shakhtar Donetsk, a Internazionale e o Napoli também têm interesse na contratação de Bruno Guimarães, que possui vínculo com o Athletico até fevereiro de 2023.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES