Publicidade
Eleições 2018

Collor volta a falar que é presidenciável

Após seu partido afirmar que não lançaria candidatura à Presidência, o senador Fernando Collor (PTC-AL) voltou a falar que é pré-candidato ao Planalto. Collor também defendeu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, dizendo que não há prova contra o petista e que ele, mesmo preso em Curitiba, tem o direito de gravar depoimentos para a campanha.
“Todos sabem que eu não tenho procuração e sequer afinidade ideológica com o ex-presidente Lula. Mas... eu entendo que vêm sendo cometida enormes injustiças em relação ao ex-presidente Lula”, disse Collor. 
Para ele, não há provas que o tríplex do Guarujá, pelo qual Lula foi condenado na Lava Jato, pertence ao ex-presidente. “Ele foi submetido a uma pena de nove anos de detenção sem ter sido concedido a ele o direito à resposta a uma pergunta: onde está o documento que prova que o apartamento do Guarujá é de minha propriedade ou de alguém de minha família?”, questionou.

DESTAQUES DOS EDITORES