Publicidade
Brasileirão

Com chance de estrear reforço, Paraná faz ‘jogo de loucos’ com o Corinthians

Com chance de estrear reforço, Paraná faz ‘jogo de loucos’ com o Corinthians
Carlos (à direita): “Ano passado, joguei aqui com o Inter na Série B e foi uma loucura" (Foto: Geraldo Bubniak)

O Paraná Clube enfrenta o Corinthians neste domingo (22), às 11 horas, na Vila Capanema. Será o primeiro jogo do time paranaense na Vila Capanema em primeira divisão nacional desde 2007 - por isso, e por ser contra o atual campeão brasileiro, está sendo chamado de ‘loucura’.

O próprio Paraná Clube alimenta isso. Se a torcida do Corinthians é chamada de “bando de loucos”, o clube paranaense tem feito uma campanha nas redes sociais com o mote “loucura é ser paranista”. A previsão é que a Vila Capanema esteja lotada – os ingressos estão praticamente esgotados.

“Ano passado, joguei aqui com o Inter na Série B e foi uma loucura. Agora na Série A, vai ser complicado segurar essa torcida”, disse o atacante Carlos, apresentado nesta sexta-feira (20). Contratado junto ao Atlético-MG, ele pode ser escalado, uma vez que estava treinando e seu nome já foi publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. E sua previsão para o duelo deste domingo poderia soar como algo de louco: “Estamos contra uma equipe grande, o atual campeão brasileiro. A gente chega para um jogo desses e vê o Corinthians favorito, mas o Paraná tem muito a surpreender neste ano”, declarou.

Se por um lado o técnico Rogério Micale pode contar com Carlos, por outro pode ficar sem o meia Carlos Eduardo, que sentiu uma lesão na panturrilha e é dúvida. Se ele não jogar, o time deverá ter Jhony Lucas e Wesley Dias como volantes, Léo Ipaperuna e Silvinho como meias-pontas, Caio Henrique de meia centralizado e Carlos (ou Rafael Alemão) no ataque.

História

Desde 24 de novembro de 2007, a Vila Capanema não recebia o Paraná Clube em um jogo de primeira divisão do Campeonato Brasileiro. Na ocasião, o time estava na zona de rebaixamento, mas ainda tinha chances de se livrar da queda. Pela 37ª rodada, o time recebeu o Santos. E vencia por 2 a 0, gols de Jumar e Paulo Rodrigues, até os 28 minutos do segundo tempo. Foi quando o atacante Kleber Pereira descontou. O ex-jogador do Atlético ainda marcou mais duas vezes e levou o Santos a vencer de virada, por 3 a 2. O placar deixou o Paraná em situação muito difícil para a última rodada. O time precisaria vencer o Vasco no Rio de Janeiro. Como isso não aconteceu, a queda foi inevitável. O Paraná levou 10 anos para voltar à elite.

 

PARANÁ x CORINTHIANS

Paraná: Richard; Alemão, Jesiel, Rayan e Mansur; Wesley Dias (Carlos Eduardo), Jhony Lucas, Léo Itaperuna, Caio Henrique e Silvinho; Carlos (Rafael Alemão). Técnico: Rogério Micale

Corinthians: Cássio; Fágner, Balbuena, Henrique e Sidcley; Romero, Ralf, Maycon e Clayson; Jádson e Rodriguinho. Técnico: Fábio Carille

Árbitro: Péricles Bassols (PE)

Local: Vila Capanema, em Curitiba, domingo, às 11 horas

Publicidade

DESTAQUES DOS EDITORES