Nova estratégia

Com escalada de casos, Curitiba suspende consultas e exames eletivos. Veja como fica

(Foto: Ricardo Marajó/SMCS)

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba fará nova reorganização temporária do atendimento nas Unidades de Saúde a partir da próxima segunda-feira (17/1). A mudança é para direcionar esforços no combate ao novo coronavírus na capital e ao mesmo tempo continuar com os demais atendimentos essenciais à população.

“Estamos vivendo um crescimento acelerado no número de casos de covid-19 e, embora os internamentos não estejam crescendo na mesma proporção, precisamos adotar medidas para reverter essa curva de crescimento”, diz a superintendente Beatriz Battistella Nadas.

As mudanças contemplam, nesta fase, a ampliação dos locais de vacinação contra a covid-19 e a implantação de locais de vacinação contra a covid-19 exclusivos para as crianças.

O novo formato de atendimento seguirá ao longo da próxima semana e poderá ser mantido por mais tempo em caso de continuidade de piora do cenário.

Além da de alta demanda por atendimento de pessoas com sintomas respiratórios leves, na próxima semana há também uma estimativa de grande público para receber a vacina contra a covid-19.

Curitiba iniciará a aplicação da quarta dose para imunossuprimidos na próxima segunda-feira (17/1) e está se preparando para iniciar a vacinação das crianças. Além da continuidade da vacinação geral da população com aplicação de primeira e segunda dose e reforço.

Consultas eletivas
Para possibilitar essa ampliação da capacidade de imunização e reduzir a circulação de pessoas nos serviços de saúde, a SMS irá suspender o agendamento de consultas e exames eletivos nas Unidades de Saúde na próxima semana. Serão atendidos apenas casos agudos e de maior urgência.

Também continuará sendo realizado o acompanhamento das gestantes, a dispensação de medicamentos. A vacinação de rotina seguirá em unidades de saúde específicas para esse atendimento.

Nesse período a odontologia só atenderá casos de urgência e emergências odontológicos.

Serão temporariamente suspensos os atendimentos coletivos como, grupos de atividades físicas, diabéticos, hipertensos e outros. Pacientes crônicos com quadro de descompensação deverão buscar atendimento, pois se enquadram como caso de urgência.

Pacientes crônicos acompanhados pelas unidades de saúde já tiveram suas receitas renovadas no fim do ano, quando as equipes realizam mutirões de atualização de consulta de rotina desses pacientes.

“Nós pedimos a compreensão e colaboração da população, para que nós próximos dias só procurem as Unidades de Saúde para atendimento de situações que realmente não possam esperar, essa mudança é temporária e essa onda vai passar”, orienta Beatriz.

Como vai funcionar
Com a reorganização, 12 unidades de saúde seguirão com atendimento exclusivo para pessoas com sintomas de gripe e influenza, e casos de urgência. Nesses locais não haverá vacinação.

Outras 10 unidades funcionarão exclusivamente para vacinação do Calendário Nacional de Vacinação do Ministério da Saúde. Farão a imunização de todas as doenças, incluindo contra influenza (gripe). Nesses locais também haverá a dispensação de medicamentos.

Para a vacinação contra a covid-19 serão destinadas 27 unidades de saúde, sendo que 10 delas atenderão apenas crianças, para atender a normativa da Anvisa, de a vacinação de crianças deve ser feita em locais separados e com estrutura adequada. Outras 17 seguirão com o cronograma de vacinação contra a covid-19 para as pessoas com 12 anos completos ou mais.

Com a mudança, profissionais poderão ser realocados para reforçar o atendimento para unidades próximas e nos locais de vacinação e todos os profissionais desses locais irão reforçar o atendimento no restante da rede.

“É importante destacar que essa mudança não implica em redução de serviços de saúde para os usuários dessas unidades, que continuarão a receber os medicamentos a que estavam acostumados e a serem atendidos nas outras unidades mais próximas”, afirma a superintendente.

Novo atendimento
Quem tinha como unidade de referência alguma das unidades cujo serviço será remanejado neste período e poderá verificar no site da Prefeitura e da Saúde qual passa a ser a sua nova unidade de referência neste momento (onde deverá buscar, por exemplo, medicamentos, materiais de curativo, bolsas de colostomia e todos os demais serviços prestados normalmente pela unidade).

Casos leves
A SMS orienta ainda, para que as pessoas com sintomas leves deem preferência para o atendimento pela Central 3350-9000 antes de se deslocar para um serviço de saúde. Por telefone, poderá ter seu caso avaliado por profissionais da Saúde, com os encaminhamentos necessários e agendamento de coleta de exame no período certo.

A central funciona das 8h às 20h, inclusive aos sábados e domingos. Nesse canal, quem suspeitar ter sido contaminado por covid-19 ou gripe, será atendido por profissionais de saúde sem sair de casa e sem o risco de contaminar ou ser contaminado pelos vírus ao buscar atendimento presencial.

A pessoa também poderá ter a indicação e agendamento de exame para data mais adequada, que deve ser feito entre o terceiro e o quinto dia do início dos sintomas. A coleta não deve ser imediata, pois aumentam as chances de falso negativo devido à baixa carga viral.

Pela Central é possível receber orientação profissional, prescrição de medicamento para tratar os sintomas e também receber o termo de isolamento, tudo isso sem a necessidade de sair do conforto de casa.

Veja como ficam os atendimentos das Unidades de Saúde
Unidades para atendimento de casos agudos de saúde, retirada de medicamentos, acompanhamento de gestantes e emergências odontológicas
Unidades de Saúde exclusivas para atendimento sintomas respiratórios
Unidades de Saúde para vacinação contra a covid-19
Unidades de Saúde para multivacinação