Brasileirão

Com gol de recordista, Athletico derrota o Santos e chega à 4ª vitória seguida

(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)

O Athletico venceu por 1 a 0 o Santos neste sábado (21) à noite, pela 22ª rodada do Brasileirão, na Arena da Baixada. Com o resultado, o time paranaense chegou à quarta vitória consecutiva e subiu para 9º lugar, com 28 pontos — seis pontos abaixo do G6. A equipe paulista segue na 6ª posição, com 34 pontos. Clique aqui para ver a classificação no site Srgoool.

O gol da vitória foi de Thiago Heleno - clique aqui para assistir ao gol, no Twitter oficial do Athletico.

Na próxima terça-feira (24), o time paranaense recebe o River Plate, da Argentina, no primeiro duelo pelas oitavas de final da Libertadores. Mesmo assim, o técnico Paulo Autuori escalou força máxima nesse sábado. Já o Santos usou uma equipe reserva na Arena da Baixada.

Clique aqui para ver as ATUAÇÕES — notas para os jogadores do Athletico.

ZAGUEIRO RECORDISTA
O zagueiro Thiago Heleno marcou seu primeiro gol em 2020, na sua 28ª partida. No total, ele soma 14 gols em 176 jogos pelo clube. Ele é o zagueiro com mais gols pelo Furacão na história do Brasileirão, com 11 — clique aqui para saber mais.

ESCALAÇÃO DO ATHLETICO
Os novos desfalques do Athletico eram Richard (suspenso), Canesin (Covid-19) e Geuvânio (Covid-19). Outros cinco seguem em recuperação de lesão: Jonathan, Márcio Azevedo, Lucho González, Carlos Eduardo e Vitinho. As novidades em relação ao último jogo foram Cittadini e Wellington nas vagas de Canesin e Richard.

O técnico Paulo Autuori manteve a novidade da partida anterior (vitória sobre o Atlético-MG), com o ponta Nikão improvisado como meia ofensivo centralizado, e o médio Cittadini como extremo, aberto na direita.

ESCALAÇÃO DO SANTOS
O Santos usou apenas um titular (Jobson) e começou com dez reservas. A ideia era preservar os principais jogadores para a partida de terça-feira, pela Copa Libertadores. As baixas eram Luan Peres e Ângelo (Covid-19), além de Carlos Sánchez, Raniel, Vladimir e Renyer (todos em recuperação). O técnico Cuca, em recuperação da Covid-19, não ficou no banco.

PRIMEIRO TEMPO
O primeiro tempo foi aberto, com os dois times atacando com frequência. O Santos ficou recuado e levou perigo em dois contra-ataques. O Athletico apostou nas trocas de passes e na postura ofensiva dos laterais, construindo boas jogadas pelos lados do campo. Foram três chances de gol da equipe paranaense na primeira etapa - a melhor delas foi desperdiçada aos 26 minutos por Renato Kayzer, na cara do gol. Aos 23, Christian saiu lesionado. O atacante Fabinho entrou como extremo, pela direita. Com isso, Cittadini virou volante.

SEGUNDO TEMPO
O segundo tempo começou com o mesmo cenário de antes, com o Athletico ofensivo e o Santos apostando nos contra-ataques. Aos 17, Autuori colocou Alvarado e Ravanelli no jogo. O time paulista respondeu com duas substituições aos 23, com as entradas de Marinho e Jean Mota. O gol atleticano só veio aos 30, em escanteio cobrado por Ravanelli e cabeceio de Thiago Heleno. O Santos partiu com tudo para o ataque e colocou uma bola na trave aos 35, após cabeceio de Madson e defesa esquisita do goleiro Santos. Aos 43, Autuori fez mais duas trocas, com as entradas de Aguilar e Bissoli.

ESTATÍSTICAS
Ao fim do jogo, o Athletico somou 13 finalizações (4 certas), 60% de posse de bola, 84% de acerto nos passes e 9 escanteios. O Santos obteve 6 finalizações (4 certas), 40% de posse de bola, 82% de acerto passes e 2 escanteios. Os números são do site Sofascore.

ATHLETICO 1x0 SANTOS
Athletico: Santos; Erick, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Wellington (Alvarado) e Christian (Fabinho); Leo Cittadini, Nikão (Aguilar) e Reinaldo (Ravanelli); Renato Kayzer (Bissoli). Técnico: Paulo Autuori.
Santos: John; Pará (Madson), Luiz Felipe, Laércio (Alex) e Wagner Leonardo; Vinicius Balieiro, Ivonei (Sandry) e Jobson (Jean Mota); Lucas Braga, Arthur Gomes e Marcos Leonardo (Marinho). Técnico: Marcelo Fernandes
Gols: Thiago Heleno (30-2º)
Cartões amarelos: Sandry, Marinho (S).
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Local: Arena da Baixada

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
10 - Abner cruza na medida. Erick recebe livre na área, mas erra a bola e perde boa chance
12 - Contra-ataque do Santos. Lucas Braga avança e enfia para Arthur Gomes, que recebe nas costas da defesa, invade a área e chuta. Santos faz boa defesa.
26 - Nikão enfia para Fabinho na ponta-direita. Ele cruza rasteiro. Na cara do gol, Kayzer fura a bola e perde gol feito.
36 - Contra-ataque do Santos. Lucas Braga avança e cruza para Arthur Gomes, na cara do gol. Ele não alcança e a bola se perde.

Segundo tempo
8 - Falta perto da área. Kayzer chuta na barreira. A bola sobra na cara do gol para Erick, que chuta sobre
13 - Arthur Gomes avança, corta para dentro e chuta. Santos rebate.
16 - Erick corta para dentro e chuta de fora da área. A bola vai ao lado.o travessão.
22 - Fabinho invade a área e chuta forte. O goleiro rebate.
30 - Gol do Athletico. Ravanelli cobra escanteio para a primeira trave. Thiago Heleno cabeceia no canto.
33 – Cittadini puxa contra-ataque e cruza rasteiro. Na cara do gol, Fabinho chuta e o goleiro salva com a perna.
35 – Alex lança. Madson cabeceia, Santos espalma e a bola bate na trave.
39 – Falta na esquerda. Jean Mota cruza. Alex cabeceia no alto. Santos faz boa defesa.