Publicidade
Coronavírus

Com medo de movimento no feriado da Páscoa, prefeito de Guaratuba interdita praias

(Foto: Arnaldo Alves/AEN)

Com medo de um possível movimento no feriado da Páscoa no litoral do Paraná, o prefeito de Guaratuba, Roberto Justus, anunciou neste sábado (4) que vai interditar as praias do município e que quem furar o bloqueio pagará multa de R$ 1 mil. "Neste fim de semana, notamos um grande fluxo de gente vindo para nossa cidade e muitas pessoas circulando nas praias e nos serviços essenciais. Não passamos pela pior etapa dessa pandemia, chegou o momento de apertarmos a nossa fiscalização. Para a nossa surpresa, tem pessoas preocupadas com o feriado da Páscoa e querendo vir ao Litoral", diz o prefeito, em vídeo. Ele afirma que depois que Matinhos fechou a orla da cidade, na última quinta (2), o movimento também aumentou em Guaratuba. O Litoral tem seis casos de Coronavírus, segundo boletim da Secretaria de Estado da Saúde, divulgado neste sábado (4). São quatro em Paranaguá e dois em Matinhos.

Segundo o prefeito, a procuradoria do município já está trabalhando no decreto de interdição das praias e multas. "Além disso vamos aumentar o  rigor da fiscalização de atividades não essenciais. Também verificamos que há idosos indo mais de uma vez ao dia aos aos supermercados e vamos resolver isso também", afirma ele. "Nós não estamos aqui brincando de fechar de estabelecimentos. Estamos fazendo de tudo para que a saúde dos nossos cidadão.

A Prefeitura de Matinhos, no Litoral do Estado, fechou a orla na quinta (2) para evitar a propagação da Covid-19 pelo município. Na ocasião, o prefeito Ruy Hauer Reichert, a administração municipal disse ter percebido muitos “casos de abuso”, tornando a ação necessária. “[A orla] vai ficar fechada até o momento em que a comissão acredite que seja o momento adequado”, explicou ele.  No último dia 19 de março, a Prefeitura de Matinhos restringiu a entrada de pessoas na cidade. No decreto, o prefeito justificou o grande número de pessoas que passou a descer a Serra após a confirmação da pandemia.

As praias de Pontal do Paraná, no litoral do Estado, foram as primeiras a serem  interditadas no Litoral do Paraná pela  no dia 20 de março. A medida foi anunciada pelo prefeito Fabiano Maciel e pelo comandante da Guarda Municipal Valdinei Fonseca em uma publicação no Facebook. 

De acordo com o administrador, a interdição dos balneários de Pontal do Paraná é por tempo indeterminado e faz parte do conjunto de medidas tomadas para impedir a transmissão comunitária do novo coronavírus. 

Toque de recolher - Com a confirmação do caso de Matinhos, as prefeituras de Paranaguá e Antonina decretaram toque de recolher nos municípios por causa da pandemia do novo coronavírus. Em Paranaguá, o recolhimento acontece entre 20h e 6h, conforme documento assinado pelo prefeito Marcelo Elias Roque (Podemos) nesta segunda-feira (30). mJá em Antonina, o decreto do prefeito José Paulo Vieira Azim estabelece o recolhimento das 21 às 6h.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES