Publicidade
Esporte

Com Messi festejado, último treino aberto da Argentina reúne 30 mil pessoas

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Neste domingo (27), Jorge Sampaoli comandou o último treino aberto da seleção argentina no estádio Tomás Adolfo Ducó, em Buenos Aires. Como não poderia ser diferente, Lionel Messi foi o centro das atenções e teve seu nome cantado várias vezes pelos 30 mil torcedores argentinos que estiveram presentes no treinamento.

Com entrada franca, a torcida compareceu e muitos torcedores estavam com a camisa 10 do astro argentino e, seguidamente, entoaram cantos celebrando e incentivando Messi. Afinal, esta foi a última oportunidade para que os argentinos pudessem ver a seleção de perto sem pagar nada, já que os próximos treinamentos serão fechados.

O treinamento também foi marcado pela presença de organizações sociais, cantinas infantis, clubes de bairro e meninos e meninas com diferentes deficiências lotaram o Tomás Ducó em um dia especial para eles, mas também para a própria seleção. Tanto que o Diego Serpentini, craque da seleção argentina de tamanho baixo, foi até o centro do gramado e conversou com o colega Messi.

Mas nem tudo foi festa. Otamendi treinou, mas claramente está longe das melhores condições e Marcos Acuña deu um susto após tomar uma pancada no joelho esquerdo.

O próximo compromisso da Argentina será o amistoso contra o Haiti, em La Bombonera, na próxima quarta-feira (30), com todos os ingressos vendidos.

DESTAQUES DOS EDITORES