Publicidade
Análise

Com números de 'atacante esforçado', Ribamar renova

Com números de 'atacante esforçado', Ribamar renova

O Atlético Paranaense anunciou nesta quarta-feira (dia 7) a renovação de contrato do atacante Ribamar, 20 anos. O vínculo foi prorrogado até dezembro de 2021. Tive uma identificação grande nesses seis meses no clube. Todo mundo me trata bem. Então será bom para todo mundo e espero ter muitas conquistas aqui, disse o jogador, para o site oficial do clube.

O jogador chegou como reforço para o Campeonato Brasileiro 2017 e, até agora, tem números de um 'atacante esforçado'. Ou seja, é um jogador participativo, que tenta dribles e finalizações, mas tem baixo índice de precisão.

No Brasileirão 2017, Ribamar foi o jogador do Atlético com maior média de finalizações por jogo, com 2,2 – o segundo foi o meia Nikão, com 1,8. O centroavante Grafite, por exemplo, teve média de 0,9. Os dados são do WhoScored.

No entanto, Ribamar foi quem mais errou finalizações, com média de 1,0 para por jogo e 0,3 bloqueadas por jogo. Ou seja, só teve 0,9 finalizações certas por partida. A precisão foi de 41%. O centroavante Eduardo da Silva, por exmeplo, teve precisão de 77% nas finalizações (0,7 certas e 0,2 erradas por jogo).

Ribamar fez 5 gols em 19 partidas no Brasileirão. Tentou 42 finalizações no total. A média dele é de um gol a cada 8,4 finalizações. O meia-atacante Guilherme, por exemplo, precisou de 7 finalizações para marcar cada gol – foram 5 gols em 35 finalizações nos 21 jogos que disputou.

Um dos destaques positivos de Ribamar é o drible. Nesse quesito, ele foi o quinto melhor do Atlético no Brasileirão 2017, com média de 0,7 certos por jogo. Ficou atrás de Nikão (1,2), Lucas Fernandes (1,2), Jonathan (1,0) e Sidcley (0,8).

Ribamar também possui o melhor índice de precisão nos dribles, com 70%. Ou seja, de cada dez dribles tentandos, ele passa pelo adversário em sete. Nikão, por exemplo, tem 57% de eficiência.

Em 2018, Ribamar só disputou um jogo – empate em 0 a 0 com o Caxias. O jogador teve três grandes chances de marcar e desperdiçou as três.

Apesar de ter características para atuar pelos lados do campo (velocidade, força física e drible), Ribamar vem sendo utilizado apenas como centroavante desde que chegou ao Atlético.

Publicidade

DESTAQUES DOS EDITORES